Notícias

Banca de DEFESA: ROSÂNGELA NUNES ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ROSÂNGELA NUNES ALMEIDA
DATA: 09/11/2023
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DAS AÇÕES DE PREVENÇÃO E CONTROLE DA COVID-19 ELA- BORADAS POR USUÁRIOS DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA
PALAVRAS-CHAVES: Representações Sociais. Atenção Primária à Saúde. COVID-19. Estratégias de enfrentamento
PÁGINAS: 99
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

INTRODUÇÃO: A pandemia permitiu refletir sobre a organização das ações na Estratégia Saúde da Família para a diminuição da COVID-19, impactando diretamente na qualidade das ações de prevenção e controle da doença. Assim, necessitou ser reorganizada para proporcionar maior resolutividade dos problemas. OBJETIVOS: Apreender as representações sociais elaboradas por usuários da Estratégia Saúde da Família sobre as ações de prevenção e controle da COVID-19. MÉTODO: Trata-se de um estudo descritivo e exploratório, com abordagem qualitativa, fundamentado na Teoria das Representações Sociais e guiado pelo Consolidated Criteria for Reporting Qualitative Research (COREQ). Participaram do estudo 35 pessoas usuárias da atenção primária à saúde. A coleta de dados ocorreu entre fevereiro a março de 2023, por meio de uma entrevista individual, onde foi aplicado um instrumento composto de duas partes. Os discursos foram transcritos no software Microsoft Word produzindo um corpus textual com todas as respostas dos participantes em um único arquivo de texto. O processamento foi realizado com o software Interface de R pour les Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionnaire (IRaMuTeQ) por meio de uma classificação hierárquica descendente e a análise discursiva das classes foi realizada com auxílio do aporte teórico e metodológico da Teoria das Representações Sociais. RESULTADOS: O dendrograma apresentou como resultado, oito classes lexicais, sendo estas: “meios de comunicação”, “fonte do saber”, “favoráveis às medidas”, “álcool e uso de máscaras”, “início da pandemia”, “vacina e vacinação”, “medidas de estilo antigo” e “higiene das mãos”, distribuídas em dois eixos temáticos, que avaliaram as fontes e os posicionamentos de saberes sobre a temática em questão. Ademais, caracterizou-se os participantes do estudo quanto o perfil sociodemográfico. Descreveu-se o saber de pessoas usuárias da Estratégia Saúde da Família sobre as ações de prevenção e controle da COVID-19. Discutiu-se como as representações sociais sobre prevenção e controle da COVID-19 puderam influenciar nas ações dos participantes do estudo e foram identificadas as fontes do saber deles quanto às medidas de prevenção e controle da COVID-19. CONCLUSÃO: Evidenciou-se que as representações sociais são fundamentais para aproximação do conhecimento científico ao senso comum elaborado por usuários da Estratégia Saúde da Família, contribuindo para o desenvolvimento eficaz de práticas sociais capazes de prevenir e controlar a COVID-19.
Palavras-chave: .


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2792239 - ANDREIA RODRIGUES MOURA DA COSTA VALLE
Presidente - 1581960 - DANIELA REIS JOAQUIM DE FREITAS
Externo à Instituição - FABRICIO IBIAPINA TAPETY - UESPI
Externo ao Programa - 1458815 - JOSIE HAYDEE LIMA FERREIRA PARANAGUA
Externo à Instituição - MARIA ANTONIETA RUBIO TYRRELL - UFRJ
Interno - 1167658 - MARIA ELIETE BATISTA MOURA
Externo ao Programa - 1864470 - OSMAR DE OLIVEIRA CARDOSO
Notícia cadastrada em: 16/10/2023 16:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 18/05/2024 19:59