Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIANA PEREIRA BARBOSA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIANA PEREIRA BARBOSA SILVA
DATA: 28/11/2023
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: PERCEPÇÃO DA IMAGEM CORPORAL POR IDOSAS COM CÂNCER DE MAMA SUBMETIDAS À MASTECTOMIA
PALAVRAS-CHAVES: Imagem Corporal. Percepção. Idoso. Câncer de Mama. Mastectomia
PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Introdução: O câncer de mama (CM) é uma doença que mais acomete a população feminina, configurando-se como um problema de saúde pública. Dentre as formas de tratamento, destaca-se a mastectomia, que é considerada uma mutilação que ocasiona na mulher alterações físicas e emocionais, principalmente relacionadas à imagem corporal. Objetivo: Descrever a percepção da imagem corporal por idosas com câncer de mama submetidas à mastectomia. Método: Trata-se de um estudo de natureza qualitativo com abordagem metodológica de Minayo e a interpretação da percepção da imagem corporal se valerá dos conceitos fenomenológicos de Merleau Ponty. O projeto de pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí em 31 de julho de 2023 sob parecer de número 6.209.201. O estudo foi realizado em uma instituição de referência para tratamento oncológico na cidade de Teresina – PI durante o mês de setembro de 2023. Participaram da pesquisa 20 idosas mastectomizadas acometidas pelo CM, que se encontravam em tratamento pós-cirúrgico em seguimento ambulatorial e que aceitaram participar do estudo assinando o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). A produção dos dados se deu por meio de entrevista após aplicação do Mini Exame do Estado Mental (MEEM), incluindo aquelas que estavam com capacidade cognitiva preservada. Inicialmente aplicou-se o formulário para a coleta dos dados sociodemográficos, econômicos e clínicos, na sequência o roteiro semiestruturado com perguntas abertas acerca da percepção das idosas sobre sua imagem corporal pós-mastectomia. Utilizou-se um gravador digital para realização das entrevistas, as quais foram transcritas na íntegra, para posterior leitura flutuante e em profundidade, o que permitiu o mapeamento das falas e a formulação de categorias para análise temática de acordo com Minayo. Resultados preliminares: Identificou-se entre as idosas mastectomizadas participantes do estudo a predominância de mulheres casadas, com faixa etária de 60 a 69 anos e baixa escolaridade. A maioria realizou mastectomia radical com linfadenectomia, com sequencia de quimioterapia e radioterapia. Possuem comorbidades com destaque para diabetes mellitus e hipertensão arterial sistêmica. A discussão e interpretação dos achados acerca da percepção das idosas sobre a imagem corporal pós-mastectomia se valerá dos conceitos fenomenológicos de Merleau Ponty. Considerações finais: Espera-se que após a análise e discussão da percepção das idosas sobre a imagem corporal pós-mastectomia seja possível à elaboração de um plano de cuidado multidimensional a ser implantado com vista ao desenvolvimento de atividades terapêuticas capazes de melhorar a autoestima e consequentemente a qualidade de vida destas idosas nos serviços ambulatoriais, em grupos de apoio e nos centros comunitários de convivência. Acredita-se que os achados desta investigação também poderão servir de base para futuras pesquisas, bem como, para apoiar práticas assistenciais para as mulheres idosas mastectomizadas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDREA CARVALHO ARAÚJO MOREIRA - UVA
Interno - 1905399 - FRANCISCA TEREZA DE GALIZA
Externo ao Programa - 1792692 - LUIZ AYRTON SANTOS JUNIOR
Presidente - 423632 - MARIA DO LIVRAMENTO FORTES FIGUEIREDO
Notícia cadastrada em: 17/11/2023 10:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 23/05/2024 06:59