Notícias

Banca de DEFESA: PAULA OLIVEIRA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PAULA OLIVEIRA SANTOS
DATA: 20/02/2024
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: EVIDÊNCIAS DE VALIDADE DE UMA CARTILHA PARA PREVENÇÃO DA INFECÇÃO PUERPERAL
PALAVRAS-CHAVES: infecção puerperal; educação em saúde; tecnologia educacional; estudo de validação; cuidado pré-natal
PÁGINAS: 127
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

INTRODUÇÃO: a infecção puerperal é a terceira causa de morte materna no Brasil e no mundo. Sua ocorrência é diretamente ligada as condições de saúde e da forma como o cuidado a gestantes é oferecido no pré-natal, parto e pós-parto. OBJETIVO: analisar as evidências de validade de uma cartilha educativa para prevenção da infecção puerperal em gestantes atendidas na atenção primária. MÉTODO: Estudo metodológico, realizado nas seguintes fases 1) elaboração do projeto de desenvolvimento e submissão ao Comitê de Ética e Pesquisa (CEP); 2) levantamento bibliográfico; 3) elaboração do material educativo; 4) qualificação ou validação do material por especialistas e gestantes. Os juízes foram selecionados através da Plataforma Lattes e meio da técnica de amostragem do tipo “bola de neve”. A seleção da amostra do público-alvo se deu por conveniência. A coleta de dados ocorreu em dois momentos: primeiro com os juízes especialistas: enfermeiros obstetras, enfermeiros especialistas em infecções relacionadas a assistência e designers gráficos, para validação de conteúdo, aparência, e adequabilidade, o contato se deu por e-mail e/ou WhatsApp; e o segundo momento com o público-alvo, foi realizado com gestantes atendidas na atenção primária de Teresina-PI. Para a análise, foi utilizado o índice de validade de conteúdo (IVC). Para avaliação da aparência e compreensão foram utilizados 3 instrumentos validados na literatura: o Instrumento de Validação de Conteúdo Educacional em Saúde (IVCES), Suitability Assessment of Materials (SAM) e o instrumento para validação de aparência de tecnologias educacionais em saúde (IVATES) para o público-alvo. Este estudo foi aprovado pelo comitê de ética em pesquisa com o parecer de número 6.238.353. RESULTADOS: A cartilha, intitulada: “Infecção Puerperal, Vamos conhecer”, foi elaborada com linguagem simples e direta, com um layout que favorece na compreensão das informações contidas no material, sendo dividida em oito tópicos: 1. Conceito; 2. Fatores de Risco; 3. Cuidados Gerais; 4. Cuidados após o parto normal; 5. Cuidados após a cesárea 6; Cuidados com as mamas; 7) Sinais de alarme; 8) Orientações de onde procurar ajuda. Na avalição do conteúdo e aparência, obteve-se um IVC de 93,1% para os juízes enfermeiros obstetras, para os especialistas em IRAS, o IVC foi de 94,9%. Os juízes designers gráficos consideraram a tecnologia como superior, atingindo um percentual de 95,4% considerado como superior pelo SAM. A participação do público-alvo apoiou a compreensão e aparência da tecnologia, através o IVATES e atingindo valor de 91% com resultado considerado excelente. CONCLUSÃO: o percentual de concordância entre os avaliadores atingiu valores satisfatórios para a finalização do material educativo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1735254 - ANA LARISSA GOMES MACHADO
Presidente - 2792239 - ANDREIA RODRIGUES MOURA DA COSTA VALLE
Interno - 1581960 - DANIELA REIS JOAQUIM DE FREITAS
Externo à Instituição - PAULA MARCIANA PINHEIRO DE OLIVEIRA - UNILAB
Notícia cadastrada em: 09/02/2024 15:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 22/05/2024 04:26