Notícias

Banca de DEFESA: RAVENA DE SOUSA ALENCAR FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAVENA DE SOUSA ALENCAR FERREIRA
DATA: 11/04/2024
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: ELABORAÇÃO DE MANUAL PARA A PRÁTICA DE ENFERMEIROS NO PRÉ-NATAL DE ALTO RISCO
PALAVRAS-CHAVES: Gravidez de alto risco; Pré-natal; Cuidados de Enfermagem; Pesquisa qualitativa. Manuais de referência
PÁGINAS: 115
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Introdução: A gestação é considerada de alto risco quando existe a probabilidade de um resultado adverso para a mulher ou para o filho, estando relacionada à presença de fatores de risco. A assistência pré-natal constitui importante estratégia recomendada para melhorar os resultados maternos e neonatais durante a gravidez. No âmbito das tecnologias em saúde, os manuais constituem em instrumentos que contribuem para a prática de enfermeiros e são capazes de nortear ações de cuidados em diferentes cenários Objetivo: Elaborar um manual para a prática do enfermeiro no pré-natal de alto risco. Método: Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada em um Instituto de Perinatologia Social, vinculado a uma maternidade de referência para o estado do Piauí, localizado em Teresina. Participaram do estudo seis enfermeiras que realizam assistência ao pré-natal de alto risco. Os dados foram coletados no período de maio a junho de 2023 por meio da observação participante e quatro oficinas temáticas, que seguiram o Processo Quatro Erres (4Rs) seguindo as suas fases de Reconhecimento, Revelação, Repartir e Repensar. Para a organização e interpretação dos dados realizou-se a técnica de análise de conteúdo de Bardin. Resultados: A partir da análise de conteúdo, emergiram as seguintes categorias temáticas: (1) Perfil sociodemográfico e profissional das participantes (2) Reconhecimento e revelação da prática de enfermeiras no pré-natal de alto risco: o que as oficinas temáticas revelam. (3) Repartir: das oficinas a construção do manual. (4) Repensar: Exequibilidade do manual e feedback sobre as oficinas. Considerou-se as potencialidades e fragilidades do serviço, com destaque para atividades educativas, registro de doenças de notificação compulsória, supervisão da assistência e cardiotocografia. Emergiram novas perspectivas pautadas em um modelo que visa a organização e qualificação da Atenção Ambulatorial Especializada. Considerações finais: a construção compartilhada do manual possibilitou identificar e compreender as potencialidades, limitações e fragilidades no processo assistencial. Possibilitou aprimorar o manual e a discussão das possibilidades para nortear a prática dos enfermeiros.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1735254 - ANA LARISSA GOMES MACHADO
Presidente - 3017215 - HERLA MARIA FURTADO JORGE
Interno - 3059512 - LÍVIA CARVALHO PEREIRA
Externo à Instituição - MONICA OLIVEIRA BATISTA ORIÁ - UFC
Notícia cadastrada em: 18/03/2024 09:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 23/05/2024 07:07