Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIELLE SOUZA SILVA VARELA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELLE SOUZA SILVA VARELA
DATA: 17/09/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Enfermagem
TÍTULO:

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO USUÁRIO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NA REDE DE SAÚDE DE PARNAÍBA-PI

 

 


PALAVRAS-CHAVES:

Usuários de drogas. Cocaína crack. Assistência de enfermagem. 


PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

A transição do modelo de atenção ao usuário de álcool e outras drogas tem provocado mudanças na assistência à saúde deste público, apontando para “novas” possibilidades de atuação dos profissionais de saúde. Neste contexto, ressalta-se o potencial de intervenção do enfermeiro e sua equipe neste campo de atenção, sendo reconhecida a diversidade dos pontos de encontro com o usuário. Entretanto, a literatura nacional pouco tem conseguido levantar ações desenvolvidas por esta categoria no cenário assistencial, o que apoia a realização deste estudo. Objetivou-se analisar a assistência de enfermagem prestada ao usuário de álcool e outras drogas na Rede de Saúde de Parnaíba-Piauí. Estudo do tipo descritivo, com abordagem quantitativa e delineamento transversal realizado em 32 serviços de saúde da cidade de Parnaíba. Participaram 56 enfermeiros, o instrumento de pesquisa utilizado foi um questionário e a coleta de dados ocorreu em outubro de 2013. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí CAAE 19860913.0.0000.5214. Os dados foram processados no Statistical Program of Social Science for Windows 18.0 (SPSS). De acordo com a maioria dos pesquisados (89,3%) os serviços de saúde em que trabalhavam atendiam casos decorrentes do uso de álcool e outras drogas. Destes, 82,0% afirmaram que é prestada assistência de enfermagem. Nesta assistência, a maioria declarou que são realizadas ações de promoção da saúde e prevenção ao uso indevido de drogas (65,9%) e que não são desenvolvidas ações de redução de danos (53,6%) e de reabilitação psicossocial (65,9%). Para os profissionais que afirmaram o desenvolvimento dessas ações, a maioria considerou que as mesmas contribuem no controle e prevenção do uso/abuso de álcool e outras drogas no município (85,2%), no enfrentamento do uso abusivo (88,2%) e na reinserção social do usuário (84,6%), sendo classificada como uma contribuição razoável. Uma considerável amostra de enfermeiros ainda referiu encontrar dificuldades para assistir o usuário de álcool e outras drogas (78,0%) e, destes, uma parcela informou que adota alguma estratégia para superá-las (65,6%). Os resultados sugerem uma atuação da enfermagem ainda bastante restrita as atividades de natureza preventiva e promotora de saúde, com pouco engajamento no tratamento e reabilitação psicossocial do usuário. Muitas dificuldades encontradas na assistência pelo enfermeiro possivelmente justificam esse achado.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA PATRICIA PEREIRA MORAIS - UECE
Presidente - 1167726 - CLAUDETE FERREIRA DE SOUZA MONTEIRO
Interno - 1167764 - TELMA MARIA EVANGELISTA ARAUJO
Notícia cadastrada em: 15/08/2014 17:43
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 22:00