Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: NATHACHA ADRIELA LIMA CARVALHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NATHACHA ADRIELA LIMA CARVALHO
DATA: 26/02/2015
HORA: 16:00
LOCAL: Sala de Reunião do PPGEnf
TÍTULO:

 

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE IDOSAS PORTADORAS DE CÂNCER DE MAMA


PALAVRAS-CHAVES:

-


PÁGINAS: 58
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

O presente estudo objetivou avaliar a qualidade de vida de idosas portadoras de câncer de mama. Trata-se de uma pesquisa quantitativa e descritiva realizada em Teresina – PI, no qual os instrumentos de coleta dos dados foram aplicados nos domicílios de idosas com câncer de mama, cadastradas em um hospital de referência em oncologia em 2013, após aprovação por Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí (CAAE 22206614.0.0000.5214). A amostra final do estudo foi constituída por 52 idosas com câncer de mama. Para a coleta de dados foram utilizados quatro instrumentos: Mini Exame do Estado Mental – MEEM, para avaliação do estado cognitivo das participantes do estudo; um formulário estruturado com informações sociodemográficas e de apoio familiar, a Escala de Depressão Geriátrica (GDS –15) para detecção de possíveis sinais e sintomas depressivos e o questionário WHOQOL –bref, elaborado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1994 para avaliar a qualidade de vida. Para a análise dos dados foi utilizado o programa SPSS (Statistical Package for the Social Science) versão 18.0, em que, foram realizadas análises descritivas, univariadas e bivariadas. Os principais resultados encontrados foram: média de 21,5 pontos no MEEM, sendo que 3 pessoas apresentaram déficit cognitivo; idade média de 67,9 anos (DP= 5,9); predomínio do grupo das solteiras, separadas e viúvas (73,1%); com baixa escolaridade (51,9%); renda mensal familiar de um salário mínimo (40,4%); presença de um cuidador (57,7%); que era na maioria dos casos seu cônjuge (66,7%); não apresentaram sinais e sintomas depressivos (69,2%). Boa qualidade de vida geral (média 63,6); os domínios meio ambiente e físico foram os mais comprometidos e o psicológico o mais preservado; forte grau de correlação entre a QV geral e os domínios físicos, psicológicos e meio ambiente; correlação fraca e negativa entre a QV geral e os escores da EDG – 15. As entrevistadas referiram boa QV (50%) e satisfação com sua saúde (53,8%). No domínio físico a faceta com forte correlação foi dependência de medicamentos; no psicológico foi pensar, aprender, memória e concentração; no domínio social foi relações pessoais e no meio ambiente foi a questão ambiente físico. Estudos sobre a avaliação da QV de idosas com câncer de mama são importantes, pois em muitos casos, o tratamento tem impacto na QV, principalmente a esse grupo já acometido por patologias decorrentes da própria idade, além de que, os serviços de saúde e os familiares devem estar preparados para acolher e proporcionar uma melhor qualidade de vida para as mulheres idosas com câncer de mama.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA FATIMA CARVALHO FERNANDES - UFC
Interno - 286.892.753-04 - FERNANDA VALERIA SILVA DANTAS AVELINO - UFPI
Interno - 6422171 - INEZ SAMPAIO NERY
Presidente - 423632 - MARIA DO LIVRAMENTO FORTES FIGUEIREDO
Notícia cadastrada em: 11/02/2015 13:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 06/10/2022 00:38