Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JAIRO EDIELSON R BARBOSA DE SOUSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JAIRO EDIELSON R BARBOSA DE SOUSA
DATA: 23/03/2015
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Reunião do PPGEnf
TÍTULO:

SIMULAÇÃO CLINICA EM ENFERMAGEM:  Satisfação e autoconfiança dos estudantes e enfermeiros mediante uso da Student Satisfaction and Self-Confidence in Learning


PALAVRAS-CHAVES:

Autoconfiança; Satisfação pessoal; Simulação; Educação em enfermagem.


PÁGINAS: 81
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

A simulação clínica (SimC) possibilita ao aluno o desenvolvimento crítico do pensamento com o aprimoramento de habilidades assistenciais que auxiliam a tomada de decisão. No Brasil, a manutenção do ensino tradicional tornou-se obsoleta ao observar que o ensino precisa ser visto como uma práxis educativa integralizada e que vivencie a mudança dinâmica do cotidiano do indivíduo e das atualizações tecnológicas. Assim, a avaliação da satisfação e autoconfiança do aluno com a SimC torna-se importante, pois quanto maior o envolvimento do aluno no processo, maior será a motivação. O objetivo foi avaliar a satisfação e autoconfiança de estudantes de enfermagem e enfermeiros recém formados após a SimC. Estudo descritivo, transversal e quantitativo. Realizado no Laboratório de SimC em Enfermagem e Saúde (SIMENF – Saúde) na Universidade Federal do Piauí. A população constitui-se de discentes do curso de enfermagem e  enfermeiros recém formados. Amostra do tipo não probabilistica. Os critérios de inclusão: estar cursando o último ano ou possuir até um ano de formado; ter participado de no mínimo duas SimC e aceitar participar da pesquisa. A coleta ocorreu nos meses de dezembro (2014) e janeiro (2015) através do envio por e-mail do instrumento Student Satisfaction and Self-Confidence in Learning pelo Google Drive. Obteve-se 43 participantes. A análise estatística foi realizada por meio do SPSS, versão 18.0, utilizando os testes de Pearson, T-Student e Anova. Observou-se predominância do sexo feminino (83,7%) entre 21 e 23 anos (72,1%), e enfermeiros (58,1%). Não existiu diferença significativa entre os sexos para a satisfação (p=0,600), mas sim para a autoconfiança no sexo masculino (p=0,005). Encontrou-se concordância com a afirmação em todos os itens referentes a satisfação (>53,5%). Todavia, para autoconfiança  apenas dois tiveram resultados abaixo do esperado, com variação de 41,9 a 67,4% dos que concordaram com as afirmações. Obteve-se alpha de cronbach com valor de 0,607. Não existiu diferença significativa ao avaliar o tipo de simulação com a satisfação (p=0,110) e autoconfiança (p=0,139). O gráfico de dispersão mostrou correlação entre as variáveis relacionadas à aprendizagem. As simulações de moderada fidelidade foram as que mais tiveram resultado positivo na aprendizagem (57%). O domínio de conteúdo não influenciou na satisfação e autoconfiança dos alunos. Em virtude dos fatos mencionados, percebeu-se niveis elevados de satisfação e autoconfiança, ratificando a SimC como estratégia de ensino que oferece ao aluno oportunidade de aprender conceitos teóricos e práticos em um ambiente completamente seguro contribuindo para o desenvolvimento do pensamento crítico, reflexivo e com atitude.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 6422772 - BENEVINA MARIA VILAR TEIXEIRA NUNES
Interno - 1569033 - ELAINE CRISTINA CARVALHO MOURA
Presidente - 1655148 - GRAZIELLE ROBERTA FREITAS DA SILVA
Externo à Instituição - MARIA VERA LÚCIA MOREIRA LEITÃO CARDOSO - UFC
Notícia cadastrada em: 16/03/2015 14:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 21:07