Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CERES LIMA BATISTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CERES LIMA BATISTA
DATA: 06/10/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do NPPM
TÍTULO: AVALIAÇÃO DO EFEITO GASTROPROTETOR DA FRAÇÃO PROTEOLÍTICA DE Vasconcellea Cundinamacensis ASSOCIADA À BETACICLODEXTRINA EM MODELO DE ÚLCERA GÁSTRICA INDUZIDA POR ETANOL
PALAVRAS-CHAVES: cisteino protease, beta ciclodextrina, úlcera gástrica, cicatrização
PÁGINAS: 65
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

Mesmo diante das inovações tecnológicas e do alto desenvolvimento da medicina moderna, a utilização dos produtos naturais tem grande relevância no tratamento da saúde, visto que são bastante utilizados como remédios caseiros em todo o mundo, sejam como uma alternativa terapêutica ou complementar. Nesse contexto, a planta medicinal Vasconcellea cundinamarcensis, surge como uma alternativa promissora, visto que uma das frações proteolíticas do látex, P1G10, tem apresentado atividades farmacológicas contra carcinoma de mama inflamatório, melanoma, tumor ascítico, além de indícios de atividade anti-inflamatória em modelos murinos de colite, e atividade na proteção/cicatrização gástrica, reduzindo o tamanho e a gravidade das úlceras induzidas, mostrando uma aceleração no processo de cicatrização das lesões com redução do infiltrado inflamatório, aumento da proliferação celular nos bordos das lesões e estímulo da recuperação tecidual. No que tange a pesquisa e desenvolvimento de medicamentos, a descoberta de novos fármacos é um grande desafio para a indústria farmacêutica. Tecnologias farmacêuticas tem sido utilizadas para manter a integridade estrutural e atividades biológicas de moléculas ativas, as ciclodextrinas são uma das tecnologias mais aplicadas nos sistemas de proteção e liberação controlada de substâncias. Os distúrbios gástricos aparecem como importantes problemas de saúde pública, visto que seu diagnóstico muitas vezes é tardio levando o paciente à um prognóstico ruim. Tendo em vista a alta demanda de fármacos para o tratamento de doenças do trato gastrintestinal, o estudo na busca de novas substâncias se faz necessário, visando maior direcionamento para etapas de cicatrização.. Para avaliar atividade gastroprotetora de P1G10 associada à ciclodextrina camundongos Swiss foram submetidos à um jejum de 18h, posteriormente receberam um tratamento prévio de solução salina (grupo sham), sucralfato (controle positivo), P1G10 pura 10 mg/kg, 0,1 P1G10 + BCD, 1 P1G10 + BCD e 10 P1G10 + BCD, 60 min antes da indução de 0,2 mL de etanol 99,6%, após 30 min os animais foram eutanasiados. As amostras coletadas foram analisadas macroscopicamente no que diz respeito a área ulcerada, o grau das lesões foram avaliados pela análise histológica, e avaliação dos mecanismos possivelmente envolvidos foi realizada pela dosagem de mieloperoxidade (MPO) e N-acetilglicosaminidase (NAG). Os resultados obtidos pela análise macroscópica dos estômagos coletados demonstraram boa atividade de 10 mg/kg P1G10 quando comparada ao grupo controle negativo, dentre as doses da formulação com β-ciclodextrina a melhora no desenvolvimento da úlcera foi mais significante na dose de 0,1 mg/kg P1G10. Partindo da melhor dose da formulação, o ensaio de dosagem de MPO demonstrou que houve significativa redução da proliferação de polimorfonucleares na dose de 0,1 mg/kg P1G10 associada à βCD quando comparado ao grupo controle negativo, mas não reduziu tanto quanto o grupo sucralfato e 10 mg/kg P1G10. Os resultados já identificados até agora mostram que a associação de P1G10 à β-ciclodextrina possibilita a redução da dose de P1G10 mantendo-se a eficácia na resposta contra desenvolvimento da úlcera gástrica induzida por etanol. Dados dos protocolos de NAG e da histologia, encontram-se em análise no presente momento. Como perspectivas futuras na investigação dos possíveis mecanismos envolvidos na resposta obtida pela formulação de P1G10 associada à β ciclodextrina protocolos de dosagem de glutationa reduzida (GSH), dosagem de citocinas, marcadores de proliferação celular e de angiogênese por imunohistoquímica, avaliação de presença de mucina por análise histológica com ácido periódico de Schiff (PAS) encontram-se em processamento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3107513 - DALTON DITTZ JUNIOR
Interno - 1560969 - ROSIMEIRE FERREIRA DOS SANTOS
Externo à Instituição - FRANCILENE VIEIRA DA SILVA - UNINASSAU
Notícia cadastrada em: 06/09/2023 10:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 26/05/2024 14:44