Últimas Notícias
Banca de QUALIFICAÇÃO: SARA RAQUEL DE MOURA BANDEIRA
Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SARA RAQUEL DE MOURA BANDEIRA
DATA: 14/05/2021
HORA: 15:00
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA GOOGLE MEET
TÍTULO: ATIVIDADE ANTIPRURIGINOSA DO GAMA-TERPINENO E SEU POTENCIAL ANTIINFLAMATÓRIO NA DERMATITE ATÓPICA EM MODELOS ANIMAIS
PALAVRAS-CHAVES: Prurido, dermatite atópica, gama-terpineno, monoterpeno
PÁGINAS: 93
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
RESUMO:

O prurido é um sintoma comum presente em doenças dermatológicas como psoríase e dermatite atópica (DA) e é resultado da ativação de receptores específicos localizados em terminações neuronais sensoriais específicas para a coceira que se encontram na epiderme. A DA é uma doença de pele recidivante e crônica que afeta cerca de 10 a 30% da população mundial e é decorrente de distúrbio da função de barreira da pele e desenvolvimento de um processo inflamatório. Os monoterpenos constituem cerca de 90% dos óleos essenciais e apresentam uma grande diversidade de estruturas e atividades biológicas, como analgésica e anti-inflamatória, o que pressupõe que o gama-terpineno seja potencialmente eficaz no controle do prurido e doenças inflamatórias de pele como a dermatite atópica. Nesse contexto, o objetivo da pesquisa foi avaliar o efeito do gama-terpineno sobre o prurido e dermatite atópica em modelos animais. O modelo de prurido foi induzido pelo composto 48/80, precedido pelo prétratamento com salina, gama-terpineno (25, 50, 100 e 200 mg/kg, v.o.) ou ciproheptadina em Mus musculus. Para analisar o efeito do gama terpineno (100 e 200 mg/kg) sobre a dermatite atópica, foram induzidas lesões de pele no dorso e edema na orelha dos animais com DNCB e utilizou-se dexametasona (3 mg/kg) como controle positivo. Avaliou-se a gravidade das lesões de pele, análise histopatológica no tecido eczematoso e edema de orelha. Os níveis séricos de IgE foram dosados por imunoturbidimetria e os de LDH por química seca. As citocinas inflamatórias do tecido dorsal (TNF-α, IL1β, IL-4 e IL-6) foram dosadas por técnica de imunoensaio (ELISA). Realizou-se docagem molecular para verificar uma possível interação entre o gama-terpineno e os receptores H1 e hMrgprX1. Os dados de inibição foram calculados em relação ao grupo salina e as significâncias calculadas considerando p<0,05 (CEUA 517/2018). Os resultados mostram que o pré-tratamento com o gama-terpineno (100 e 200 mg/kg) reduziu de forma significativa (30,00±2,708 e 27,167 ± 8,039, respectivamente, p<0,05) o prurido induzido pelo composto 48/80. No modelo de DA, gama-terpineno (100 e 200 mg/kg) diminuiu significativamente (p<0,05) a gravidade das lesões cutâneas (3,375±0,625 e 4,125±0,479, respectivamente). Na análise histopatológica observou-se espessamento da pele, espongiose, aumento da infiltração de células inflamatórias, presença de bolhas e vesículas na epiderme e derme, desarranjo celular e fibrose nos animais com DA; o tratamento com o gama-terpineno ocasionou a redução dessas características. O gama-terpineno reduziu de forma significativa (p< 0,05) o edema de orelha induzido por DNCB nas duas doses testadas (100 e 200 mg/kg; 44,625±7,892 e 44,0±8,222, respectivamente). O tratamento com as doses de 100 e 200 mg/kg de gama terpineno diminuiu de forma significativa (p<0,05) os níveis séricos de IgE (45,193 ± 2,102 e 48,763 ± 3,460, respectivamente), já os níveis de LDH foram mitigados apenas com a dose de 200 mg/kg (750,750 ± 26,569, p<0,05). O tratamento com o gamaterpineno na dose de 100 mg/kg diminuiu (p<0,05) os níveis de TNF-α (208,4±37,35), IL-1β (236,1±55,88), IL-4 (139,5±56,42) e IL-6 (85,11±33,03), já a dose de 200 mg/kg foi capaz de reduzir (p<0,05) os níveis de TNF-α (287,4±59,08), IL-4 (172,0±41,76) e IL-6 (90,78±16,25). A docagem molecular indicou uma interação entre o gama-terpineno e os receptores H1 e hMrgprX1, com energia de ligação livre de -6,47 e -5,8 respectivamente. Com base no exposto, é possível concluir que o gamaterpineno atenuou o prurido induzido pelo composto 48/80 e a inflamação no modelo de DA induzida por DNCB em camundongos e que representa uma potencial opção terapêutica no controle do prurido e sintomas inflamatórios da DA.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1167629 - FERNANDA REGINA DE CASTRO ALMEIDA
Externo ao Programa - 1167750 - FERNANDO AECIO DE AMORIM CARVALHO
Presidente - 2246074 - FRANCISCO DE ASSIS OLIVEIRA

Cadastrada em: 07/05/2021
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 10/03/2021 - 17/03/2021 · Matrícula para o período 2021.1.
  • 15/03/2021 · Início do período letivo 2021.1.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 21/06/2021 17:20