Notícias

Banca de DEFESA: LAIS CRISTINA NOLETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAIS CRISTINA NOLETO
DATA: 10/05/2022
HORA: 10:00
LOCAL: meet.google.com/vda-aagy-wxm
TÍTULO: Aspectos clínicos, epidemiológicos e obstétricos do near miss materno em uma maternidade de referência do Nordeste Brasileiro
PALAVRAS-CHAVES: INTRODUÇÃO E OBJETIVO: O near miss materno pode ser definido como uma mulher que quase morreu, mas sobreviveu a uma complicação ocorrida durante a gravidez, parto ou puerpério, por assistência prestada ou ao acaso. Por apresentar uma maior proporção de casos com relação à ocorrência de óbitos e por permitir que as próprias mulheres relatem seu processo de adoecimento, a avaliação do near miss materno possibilita compreender os determinantes de morte em mulheres gravemente enfermas, favorecendo o desenvolvimento de estratégias efetivas para a redução da morbimortalidade materna. O objetivo deste estudo é avaliar o perfil clínico epidemiológico e obstétrico do near miss materno das pacientes internadas de maio a dezembro de 2019 em leitos de terapia intensiva da Maternidade Dona Evangelina Rosa que apresentaram pelo menos um dos critérios diagnósticos. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo analítico, documental, com abordagem quantitativa dos dados, desenvolvido em um centro de referência em atendimento às gestantes de um Estado do Nordeste brasileiro. MÉTODOS: Os casos de near miss materno ocorridos entre maio e dezembro de 2020 foram identificados através das informações contidas nos prontuários da instituição e em seguida foram preenchidos os instrumentos para coleta de dados contendo aspectos clínicos, epidemiológicos e obstétricos relacionados a essas mulheres. Essas informações foram colocadas em planilha através do Programa Excel e para análise estatística foi utilizado o software Statistical Package for Social Sciences versão 25. RESULTADOS: O total de casos de near miss materno no período de oito meses foi de 77, destes, 36 estavam associados à eclâmpsia. A faixa etária predominante foi de 20 a 25 anos, representando 20,8% dos casos; 41,6% eram solteiras; e 63,6% possuíam Ensino Médio completo; 85,7% foram submetidas à cesariana; 81,8% destas mulheres estiveram internadas em Unidade de Terapia Intensiva durante o puerpério; e 68,8% delas não possuíam doenças preexistentes/condições obstétricas associadas. Placenta prévia e doença hipertensiva estiveram mais associadas aos casos de near miss materno. A convulsão não controlada foi o critério clínico mais frequente, com 48,1% dos casos; a trombocitopenia aguda, o critério laboratorial, com 7,8% dos casos; e a histerectomia por infecção ou hemorragia, o critério de manejo, com 22,1% dos casos. CONCLUSÃO: Torna-se necessário realizar frequentes análises sobre a população obstétrica atendida em um sistema de saúde e a sua trajetória em busca do atendimento, objetivando não apenas reconhecer o perfil desta população, mas também avaliar a qualidade da assistência prestada, visto que a eclâmpsia e as complicações hemorrágicas foram as ocorrências mais frequentes entre os casos de near miss materno e estas são condições evitáveis, com detecção de fatores de risco ainda no pré-natal.
PÁGINAS: 61
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
SUBÁREA: Saúde Materno-Infantil
RESUMO:

INTRODUÇÃO E OBJETIVO: O near miss materno pode ser definido como uma mulher que quase morreu, mas sobreviveu a uma complicação ocorrida durante a gravidez, parto ou puerpério, por assistência prestada ou ao acaso. Por apresentar uma maior proporção de casos com relação à ocorrência de óbitos e por permitir que as próprias mulheres relatem seu processo de adoecimento, a avaliação do near miss materno possibilita compreender os determinantes de morte em mulheres gravemente enfermas, favorecendo o desenvolvimento de estratégias efetivas para a redução da morbimortalidade materna. O objetivo deste estudo é avaliar o perfil clínico epidemiológico e obstétrico do near miss materno das pacientes internadas de maio a dezembro de 2019 em leitos de terapia intensiva da Maternidade Dona Evangelina Rosa que apresentaram pelo menos um dos critérios diagnósticos. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo analítico, documental, com abordagem quantitativa dos dados, desenvolvido em um centro de referência em atendimento às gestantes de um Estado do Nordeste brasileiro. MÉTODOS: Os casos de near miss materno ocorridos entre maio e dezembro de 2020 foram identificados através das informações contidas nos prontuários da instituição e em seguida foram preenchidos os instrumentos para coleta de dados contendo aspectos clínicos, epidemiológicos e obstétricos relacionados a essas mulheres. Essas informações foram colocadas em planilha através do Programa Excel e para análise estatística foi utilizado o software Statistical Package for Social Sciences versão 25. RESULTADOS: O total de casos de near miss materno no período de oito meses foi de 77, destes, 36 estavam associados à eclâmpsia. A faixa etária predominante foi de 20 a 25 anos, representando 20,8% dos casos; 41,6% eram solteiras; e 63,6% possuíam Ensino Médio completo; 85,7% foram submetidas à cesariana; 81,8% destas mulheres estiveram internadas em Unidade de Terapia Intensiva durante o puerpério; e 68,8% delas não possuíam doenças preexistentes/condições obstétricas associadas. Placenta prévia e doença hipertensiva estiveram mais associadas aos casos de near miss materno. A convulsão não controlada foi o critério clínico mais frequente, com 48,1% dos casos; a trombocitopenia aguda, o critério laboratorial, com 7,8% dos casos; e a histerectomia por infecção ou hemorragia, o critério de manejo, com 22,1% dos casos. CONCLUSÃO: Torna-se necessário realizar frequentes análises sobre a população obstétrica atendida em um sistema de saúde e a sua trajetória em busca do atendimento, objetivando não apenas reconhecer o perfil desta população, mas também avaliar a qualidade da assistência prestada, visto que a eclâmpsia e as complicações hemorrágicas foram as ocorrências mais frequentes entre os casos de near miss materno e estas são condições evitáveis, com detecção de fatores de risco ainda no pré-natal. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 423594 - JOAO DE DEUS VALADARES NETO
Presidente - 4332146 - JOSE ARIMATEA DOS SANTOS JUNIOR
Interno - 665.904.343-87 - LORENA CITO LOPES RESENDE SANTANA - UFPI
Interno - 1792692 - LUIZ AYRTON SANTOS JUNIOR
Notícia cadastrada em: 29/04/2022 10:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 05/12/2022 12:54