Notícias

Banca de DEFESA: JEFFERSON TORRES NUNES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JEFFERSON TORRES NUNES
DATA: 29/06/2023
HORA: 10:00
LOCAL: SALA Nº01 -ANTIGA PREXC (por trás do HU)
TÍTULO: HISTERECTOMIA PERIPARTO EM MATERNIDADE DO NORDESTE BRASILEIRO: INDICAÇÕES, FATORES DE RISCO E DESFECHOS
PALAVRAS-CHAVES: Mortalidade Materna; Histerectomia puerperal;Inércia uterina
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
SUBÁREA: Saúde Materno-Infantil
RESUMO:

Histerectomia periparto foi estabelecida na condução de hemorragia obstétrica com risco de vida materna, porém atualmente é realizada em situações de urgência médica. Embora seja um evento raro, está associado ao aumento da morbimortalidade e é considerada uma das complicações mais devastadoras da obstetrícia. O objetivo desse trabalho foi identificar o desfecho clínico e obstétrico das mulheres submetidas a histerectomia periparto em maternidade terciária do nordeste brasileiro bem como traçar o perfil clínico-epidemiológico e obstétrico dessas mulheres, avaliar morbimortalidade desse procedimento, identificar possíveis causas, correlacionar via de parto com histerectomia periparto e identificar índice de letalidade em mulheres submetidas ao procedimento. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo observacional, retrospectivo e analítico, desenvolvido em um centro de referência em atendimento às gestantes de um Estado do Nordeste brasileiro. MÉTODOS: Foram incluídas no estudo mulheres que necessitaram ser submetidas a histerectomia periparto no período de janeiro de 2015 a janeiro de 2020 as quais foram identificadas através das informações contidas no prontuário da instituição. Para análise estatística dos dados fez-se necessária a aplicação de métodos estatísticos descritivos e inferenciais, utilizando o software IBM SPSS Statistics versão 20. RESULTADOS: Ao total de 36 mulheres foram submetidas ao procedimento com taxa de 0.79 histerectomia periparto por 1000 nascimentos. A média de idade foi de 31 anos (±5,9 anos). Prevaleceram mulheres procedentes do interior do Piaui(50%), pardas(56%), do lar(75%), multípara(67%) internadas durante a gestação(69%) que tiveram atendimento inicial por medico especialista em 50% e todas tiveram a cesariana como via de parto, com principal indicação as síndromes hemorrágicas, e realizadas ainda no intraoperatório(64%); tendo como justificativa atonia uterina(83%). Houve necessidade de hemotransfusão em 50% e de cuidados de terapia intensiva em 47%, reexploração cirúrgica em 36% e 3 óbitos.CONCLUSÃO: A maioria das mulheres analisadas tiveram a média de 31 anos de idade, procederam do interior do Piauí, identificavam-se como pardas, do lar, sem escolaridade, era multíparas e foram internadas durante a gestação.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JAILSON COSTA LIMA - UESPI
Externo ao Programa - 423594 - JOAO DE DEUS VALADARES NETO
Presidente - 4332146 - JOSE ARIMATEA DOS SANTOS JUNIOR
Notícia cadastrada em: 14/06/2023 08:58
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 18/07/2024 20:41