Notícias

Banca de DEFESA: LETÍCIA LACERDA MARQUES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LETÍCIA LACERDA MARQUES
DATA: 12/04/2024
HORA: 10:30
LOCAL: SALA Nº01 -ANTIGA PREXC (por trás do HU)
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO SOBRE ASSISTÊNCIA A GESTANTE COM PRÉ- ECLÂMPSIA
PALAVRAS-CHAVES: Pré-eclâmpsia; Gravidez; Aplicativos móveis; Mortalidade materna; Estudo metodológico.
PÁGINAS: 138
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

INTRODUÇÃO: No mundo, aproximadamente 300 mil mulheres morrem por ano em decorrência de complicações da gravidez e do parto. As Síndromes Hipertensivas Gestacionais (SHG) representam a primeira causa de mortalidade materna no Brasil e a terceira no mundo. Entre as SHG, a pré-eclâmpsia (PE) merece destaque por ser a de maior incidência e pelos riscos oferecidos ao binômio mãe-filho. Assim, o uso de Tecnologia da Informação e Comunicação é um importante aliado na prática assistencial de gestantes com PE. OBJETIVO: Desenvolver um aplicativo móvel de suporte a prática assistencial de médicos e enfermeiros a gestante com PE. MÉTODO: Estudo metodológico de construção, validação e avaliação de um aplicativo que foi desenvolvido em três etapas: 1) especificação: revisão integrativa para elaboração do conteúdo; 2) Validação do aplicativo: conteúdo e aparência (juízes especialistas em Obstetrícia/Saúde da Mulher) e a (análise semântica (médicos e enfermeiros), os quais tiveram acesso ao aplicativo e avaliaram o entendimento quanto ao seu conteúdo e manuseio.; 3) Desenvolvimento. Para análise dos dados foi calculado o IC (Índice de Concordância), o Índice de Validade de Conteúdo (IVC) e o Teste Binomial. O instrumento desenvolvido foi disponibilizado nos sistemas operacionais Android e IOS. A pesquisa foi aprovada por um Comitê de Ética em Pesquisa (CEP), sob Nº 5.637.831.  RESULTADOS: O conteúdo do aplicativo foi dividido em oito áreas distribuídas em conteúdo informativo e assistencial. O Conteúdo Informativo foi dividido em: 1) Conceito e diagnóstico da Pré-eclâmpsia; 2) Classificação da pressão arterial; 3) Exames para controle/ acompanhamento da pré-eclâmpsia; 4) Tratamento farmacológico; 5) Tratamento não farmacológico e 6) Assistência e transferência para unidade de referência hospitalar. No Conteúdo Assistencial foi abordado os seguintes tópicos: 7) Identificação de fatores de risco para desenvolvimento da pré-eclâmpsia e direcionamento assistencial e 8) Classificação da pré-eclâmpsia e direcionamento assistencial. O instrumento foi validado com IC total de 100%. O IVC identificou que todos os itens avaliados foram considerados validados. A aplicação do teste Binomial com n=13 e p=0,85 demonstrou que todas as proporções de concordância para cada atributo das áreas foram consideradas maiores ou iguais a 85% (valores-p > 0,05). CONCLUSÃO: O PREGest, além de disponibilizar informações acerca do manejo clínico da PE, viabiliza a identificação de pacientes em risco de desenvolverem a doença por meio de uma avaliação criteriosa e oferece suporte na decisão clínica sinalizando estratégias interventivas adequadas direcionadas para gestantes sem ou com diagnóstico. Acredita-se que a ferramenta possa contribuir para a saúde pública, sendo capaz de atingir uma ampla escala de utilização em serviços que fornecem atendimento a mulheres no período gravídico, tornando o atendimento mais prático, rápido, resoluto e assertivo.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDREA CRONEMBERGER RUFINO - UESPI
Interno - 423584 - IONE MARIA RIBEIRO SOARES LOPES
Presidente - 1549654 - MALVINA THAIS PACHECO RODRIGUES
Interno - 2081610 - NATALIA PEREIRA MARINELLI
Notícia cadastrada em: 21/03/2024 16:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 15/07/2024 20:37