News

Banca de DEFESA: PATRICIA MARIA DE DEUS LEAO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PATRICIA MARIA DE DEUS LEAO
DATA: 24/04/2015
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de aula do mestrado
TÍTULO:

REPRESENTAÇÃO SOCIAL DE PROCESSO MIGRATÓRIO ENTRE OS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO NO MUNICÍPIO DE CAMPO MAIOR-PI


PALAVRAS-CHAVES:

 Ensino de geografia. Representação social. Migração.


PÁGINAS: 128
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

Esta pesquisa tem como tema o conteúdo de migrações nas aulas de geografia, considera-se que este conteúdo possui importância singular haja vista tratar-se de algo muito próximo da realidade vivenciada por alunos do ensino médio. No cotidiano desses jovens brasileiros, principalmente os de escolas públicas, oriundos das camadas populares, há certa urgência na definição da situação profissional. Desse modo, a migração surge como alternativa para ampliar as possibilidades de emprego e melhoria educacional. Este processo é complexo por envolver questões identitárias, econômicas, subjetivas e sociais, partilhadas no cotidiano dos alunos, o que leva a construção de representação social. O ensino de Geografia, como parte integrante da grade curricular tem um papel relevante para a compreensão desse contexto social. Diante disso, o professor é uma peça fundamental no processo de ensino aprendizagem, cuja prática pedagógica deve ser realizada no intuito de construir um conhecimento significativo, contextualizado com o espaço de vivência dos discentes. O objetivo geral da presente pesquisa foi analisar a representação social do processo migratório partilhada pelos alunos do Ensino Médio da rede estadual de ensino em Campo Maior-PI. De forma mais específica verificar a presença do conteúdo de migração no currículo de Geografia da Educação Básica, em âmbito nacional e estadual; identificar na prática docente dos professores de Geografia do município de Campo Maior, a presença e as formas de abordagem do conteúdo de migração e identificar o conteúdo e a estrutura da representação social de processo migratório entre os alunos do ensino médio. A pesquisa foi realizada em Campo Maior-PI, por este apresentar um fluxo de migração significativo em relação a outros municípios piauiense. Como suporte teórico este trabalho foi embasado na Teoria das Representações Sociais inaugurada por Serge Moscovici, com ênfase na Teoria complementar do Núcleo Central desenvolvida por Jean Claude-Abric. Metodologicamente por ser uma abordagem qualitativa, foram utilizados os seguintes procedimentos de coleta de dados: pesquisa bibliográfica, pesquisa documental, questionários, entrevistas e o Teste de Associação Livre de Palavras (TALP). Os dados do questionário e da TALP receberam tratamento estatístico, sendo que para a TALP se utilizou o auxilio do software EVOC, elaborado por Vergés em 1987. Os dados mais subjetivos foram analisados através da técnica de análise categorial de conteúdo, seguindo o critério semântico, proposta por Bardin (1979). Evidenciou-se que a representação social de processo migratório compartilhada por estes alunos é consolidada pelos atributos bom, educação, emprego e melhorias. Esta representação social é pautada nas experiências vivenciadas por estes alunos, como, as dificuldades socioeconômicas, as relações familiares, associada à prática docente, estes aspectos, contribuem para uma idealização do processo de migração, construindo uma representação social pautada no senso comum.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Interno - 1167728 - CARLOS SAIT PEREIRA DE ANDRADE
Presidente - 1087152 - JOSELIA SARAIVA E SILVA
Externo ao Programa - 423549 - LUIS CARLOS SALES
Notícia cadastrada em: 14/04/2015 15:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 05/10/2022 00:03