News

Banca de DEFESA: ANTENOR FORTES DE BUSTAMANTE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTENOR FORTES DE BUSTAMANTE
DATA: 05/05/2016
HORA: 15:00
LOCAL: SALA VIDEO II
TÍTULO:

CHARGE NO LIVRO DIDÁTICO DE GEOGRAFIA DO ENSINO MÉDIO



PALAVRAS-CHAVES:

Charge. Recurso Didático. Ensino de Geografia. Livro Didático.


PÁGINAS: 112
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

A charge é uma forma de linguagem que pode auxiliar no ensino da geografia escolar e sua inserção nos livros didáticos contribui para um melhor entendimento de fatos e fenômenos naturais e sociais relevantes, nas suas mais diversas escalas. Neste sentido, esta pesquisa teve como objetivo geral: analisar a utilização de charges no ensino de Geografia através de livros didáticos adotados no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí – IFPI. E por objetivos específicos: discutir como a utilização de recursos didáticos pode favorecer a aprendizagem de conteúdos de geográficos; descrever o processo de surgimento da charge; mensurar o uso da charge nas coleções de livros didáticos de geografia do ensino médio; Identificar quais tipos de conteúdos são trabalhados nas charges presentes nos livros didáticos de geografia do Ensino Médio; verificar as estratégias metodológicas utilizadas para explorar as charges presente nas coleções de livros didáticos de Geografia. A Metodologia adotada pautou-se na pesquisa bibliográfica – a partir de livros, dissertações, teses e artigos já publicados sobre o tema em estudo e analise de conteúdo das coleções de livros didáticos segundo Bardin (1977). Após as etapas e a execução dos procedimentos metodológicos constatou-se que a charge é um recurso didático com elevado potencial de utilização no ensino de geografia, pois elas possibilitam a discussão e reflexão de diversos temas como meio ambiente, geografia política, geopolítica, geografia urbana. Além disso, a pesquisa revelou que as charges nos livros didáticos são utilizadas, principalmente, na introdução dos conteúdos, no decorrer dos capítulos e nas atividades ou exercícios propostos.  Constatou-se ainda que elas são utilizadas para se trabalhar, principalmente, conteúdos conceituais. Alem disso, outro dado relevante diz respeito a pouca variedade de estratégias metodológicas propostas pelos autores das coleções analisadas na pesquisa. Na maioria das vezes, as charges são utilizadas para resolução de exercícios propostos, ou seja, como texto complementar ao conteúdo tratado na capitulo ou numa seção adquirindo caráter ilustrativo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1671765 - ANDREA LOURDES MONTEIRO SCABELLO
Interno - 1167728 - CARLOS SAIT PEREIRA DE ANDRADE
Externo à Instituição - JOANA AIRES DA SILVA - UESPI
Interno - 1087152 - JOSELIA SARAIVA E SILVA
Notícia cadastrada em: 26/04/2016 08:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 30/09/2022 10:22