News

Banca de DEFESA: CLEONELIO SOARES TEIXEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CLEONELIO SOARES TEIXEIRA
DATA: 29/08/2016
HORA: 15:00
LOCAL: CCHL/SALA DE VÍDEO II
TÍTULO:

 

O PROFESSOR DE GEOGRAFIA NOS PRIMEIROS ANOS DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL


PALAVRAS-CHAVES:

 

Geografia Escolar. Docência em Geografia. Identidade docente


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

RESUMO


A vivência como professor do Curso de Geografia da Universidade Estadual do Piauí e como professor da Educação Básica na rede pública municipal de Teresina suscitou reflexões acerca do processo de formação inicial como aspecto primordial para a constituição da identidade profissional dos professores de Geografia que atuam nos anos finais do Ensino Fundamental. O nosso objeto de estudo é o desenvolvimento profissional de professores iniciantes.tendo como problema investigar como ocorre esse desenvolvimento profissional. Em decorrência, o objetivo geral da pesquisa é investigar o processo do desenvolvimento profissional de professores durante os primeiros anos de exercício da profissão. E como objetivos específicos: a) caracterizar as principais contribuições da literatura educacional sobre o processo de formação docente; b) discutir a questão da formação e da socialização docente no campo da geografia; c) compreender os aspectos legais e institucionais na formação do professor de geografia no Brasil d) caracterizar os saberes e práticas desenvolvidas pelos professores de geografia nas escolas investigadas. Para atender a estes objetivos, a pesquisa foi desenvolvida por meio de estudos teóricos e de pesquisa empírica. No que concerne aos estudos teóricos, fundamenta-se em autores como Nóvoa (1995), Tardif (2002), Cavalcanti (1991), Callai (2013), Castrogiovani (2000), Evangelista (2007). Já a pesquisa empírica foi desenvolvida mediante a abordagem qualitativa, valendo-se da técnica da entrevista e da observação, conforrme Alves-Mazzoti (1999), Cunha (1999), Bardin (2004), Minayo (2007), dentre outros. Os dados coletados em entrevistas foram analisados mediante a técnica de análise de conteúdo, de acordo com a proposta elaborada por Bardin (2004) e comentada por Franco (2008). Assim evidenciou-se que para os professores o início da docência se constitui em um período de muitas incertezas que se fazem sentir na prática pedagógica. Denotaram uma oscilação entre entusiasmo e desencanto. Nesse perspectiva, reconheceram que os problemas encontrados os fizeram cogitar em desistir da profissão, destacando-se, dentre os quais, a pouca relação com os pares mais experientes, a gestão da sala de aula, a precarização das condições de trabalho (baixos salários, sobrecarga de trabalho, tratamento desigual na escola) e o problema da violência e da indisciplina. Externaram o desapontamento ao constatar que as mudanças almejadas não se concretizariam como o esperado devido à complexidade da realidade escolar, lhes dando uma sensação de despreparo. Mas reconheceram a importância da trajetória acadêmica e profissional vivenciada, do investimento pessoal na carreira, e de que as escolhas feitas não autorizam atualmente atos de desistência profissional. Ademais, dignificam-se da participação em cursos de formação continuada e de pós-graduação, revelando assim confiança em relação ao futuro profissional

Palavras chaves


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2280398 - ARMSTRONG MIRANDA EVANGELISTA
Interno - 1167728 - CARLOS SAIT PEREIRA DE ANDRADE
Interno - 1433032 - RAIMUNDO LENILDE DE ARAUJO
Externo ao Programa - 3220637 - ANTONIA DALVA FRANCA CARVALHO
Notícia cadastrada em: 10/08/2016 09:56
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 07:44