News

Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO JONH LENNON TAVARES DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO JONH LENNON TAVARES DA SILVA
DATA: 06/04/2018
HORA: 09:00
LOCAL: SALA DE VÍDEO II -CCHL
TÍTULO:  PROBLEMÁTICA SOCIOAMBIENTAL URBANA: ANÁLISE DO ESTADO DA ARTE EM EVENTOS CIENTÍFICOS NACIONAIS (2008-2017)
PALAVRAS-CHAVES: Geografia Socioambiental; Problemas Socioambientais Urbanos; Eventos Científicos; Estado da Arte; Particularidades e Tendências
PÁGINAS: 157
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

A pesquisa tem como objetivo geral analisar o estado da arte acerca da problemática socioambiental urbana no contexto dos eventos científicos da Geografia brasileira, considerando a produção acadêmica dos últimos dez anos (2008 a 2017). Para tanto, selecionaram-se os respectivos eventos: Congresso Brasileiro de Geógrafos (CBG); Encontro Nacional de Geógrafos (ENG); Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Geografia (ENANPEGE); Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada (SBGFA); Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica (SBCG); Simpósio Nacional de Geografia Urbana (SIMPURB) e Simpósio Nacional de Geomorfologia (SINAGEO). Demarcaram-se cinco objetivos específicos: (i) discutir as perspectivas epistêmicas relativas ao estudo da relação sociedade-natureza no âmbito do pensamento geográfico; (ii) discorrer sobre o contexto dos problemas socioambientais urbanos no Brasil; (iii) apresentar algumas informações históricas relativas aos eventos científicos objeto desta análise, considerando sua importância para as pesquisas do tipo estado da arte; (iv) elaborar um balanço das particularidades temáticas a partir das quais os problemas socioambientais urbanos têm sido abordados nos eventos científicos; (v) avaliar a produção científica em torno dos problemas socioambientais urbanos, indicando e refletindo acerca das tendências, perspectivas e desafios desta produção perante as particularidades de abordagem da matéria em evidência. A estruturação destes objetivos teve como ponto de partida a colocação de algumas questões-problema, a saber: (i) a problemática socioambiental urbana constitui de fato tema de interesse recorrente no âmbito da produção científica veiculada pelos eventos nacionais? (ii) a partir de quais particularidades temáticas a problemática socioambiental urbana tem sido abordada nestes eventos científicos? (iii) os pressupostos atinentes à Geografia Socioambiental têm sido acatados por essa produção acadêmica? (iv) acerca da problemática socioambiental urbana, que outras particularidades e tendências podem ser demarcadas a partir da análise da produção científica dos eventos da Geografia nacional? Estas interrogações ensejaram a proposição de algumas hipóteses. Uma primeira hipótese sugere que a análise da produção acadêmica contida nos eventos científicos promovidos nos últimos dez anos (2008-2017) fará emergir um conjunto de elementos indicativos da preocupação dos geógrafos com os dilemas socioambientais manifestados nos ambientes urbanos brasileiros. Como hipótese secundária, elege-se que o enfrentamento dos problemas socioambientais urbanos pela comunidade geográfica nacional reflete-se em um heterogêneo espectro de enfoques e particularidades temáticas, sugerindo a complexidade em torno desta temática na atualidade. Uma terceira hipótese propõe que a aplicação dos pressupostos pertinentes à construção de uma abordagem socioambiental na Geografia brasileira manifesta-se como uma tendência no cerne da produção científica dos eventos destacados para análise. A metodologia comportou revisão bibliográfica pautada no método hipotético-dedutivo e no método procedimental da análise de conteúdo. Os resultados alcançados até o momento evidenciaram um conjunto de particularidades temáticas subjacentes ao entendimento da problemática socioambiental urbana, com destaque para: (i) riscos e vulnerabilidades socioambientais; (ii) conflitos socioambientais urbanos; (iii) degradação dos recursos hídricos; (iv) qualidade socioambiental urbana; (v) eventos pluviais extremos; (vi) contingências socioambientais e saúde e (vii) resíduos sólidos urbanos. Evidenciou-se a aplicação dos pressupostos da abordagem socioambiental ao estudo destas múltiplas possibilidades de enfoque, sugerindo a propriedade desta perspectiva epistêmica para a explicitação das interações multidirecionais entre sociedade e natureza no contexto da cidade, visível na diversidade e complexidade da produção geográfica brasileira diante das questões socioambientais urbanas atuais.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Presidente - 1461646 - CLAUDIA MARIA SABOIA DE AQUINO
Interno - 2231533 - EMANUEL LINDEMBERG SILVA ALBUQUERQUE
Externo à Instituição - LUTIANE QUEIROZ DE ALMEIDA - UFRN
Notícia cadastrada em: 02/04/2018 09:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 22:03