News

Banca de QUALIFICAÇÃO: CARLOS JARDEL ARAUJO SOARES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARLOS JARDEL ARAUJO SOARES
DATA: 27/09/2012
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Vídeo II
TÍTULO:

Estudo de caso sobre território do tráfico de drogas no bairro Morro da Esperança, Teresina–PI


PALAVRAS-CHAVES:

Território. Poder. Tráfico de Drogas. Teresina.


PÁGINAS: 68
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
ESPECIALIDADE: Geografia Política
RESUMO:

O presente trabalho apresenta os resultados parciais da pesquisa que está sendo realizada para a construção da Dissertação de Mestrado em Geografia com o título provisório de “Estudo de caso sobre territórios do tráfico de drogas no bairro Morro da Esperança, Teresina-PI”. Sob a justificativa de que a prática do tráfico de drogas, ao tomar para si o espaço e transformá-lo em território, passa a exercer nele relações de poder, além de construir uma rede de fluxo de informações e matérias peculiares a prática do tráfico. Essa relação de poder desenvolvida pela prática do tráfico de drogas nos territórios constituídos no bairro Morro da Esperança tornou-se então o objeto de estudo da presente pesquisa de mestrado, vinculada ao programa de pós-graduação, mestrado em Geografia da UFPI.  Diante do exposto, o objetivo geral da dissertação é compreender como ocorrem as relações de poder, os fluxos de informações e matérias no território a partir da prática do tráfico de drogas desenvolvida no bairro Morro da Esperança. Para cumprir esta meta pretende-se atender os seguintes objetivos específicos: apresentar os fundamentos teóricos e metodológicos da pesquisa com o tráfico de drogas; construir o painel do histórico do tráfico de drogas no mundo e no Brasil; identificar as áreas da cidade de Teresina que apresentam o maior número de territórios usados na prática do tráfico de drogas entre os anos de 2009 a 2012; e, analisar a prática do tráfico de drogas no bairro morro da esperança na perspectiva das categorias conceituais de território, poder e redes. A metodologia da pesquisa se fundamenta no método dialético, em virtude da natureza do trabalho e dos objetivos a que ele se propõe, e, como procedimentos técnicos, a análise documental e de entrevista. A proposta de desenvolvermos a pesquisa através da técnica de análise documental e entrevistas é justificada pelo fato de que os dados institucionais sobre o tema são pouco divulgados e de duvidosa confiabilidade. Assim, caberia às técnicas complementarem uma a outra na intenção de dar uma margem maior de confiabilidade da pesquisa. Portanto, até o presente momento foram escritas duas seções, ambos de cunho teórico. A primeira seção da pesquisa foi desenvolvida a partir da reflexão dos conceitos de território e de poder, aproximando-os à temática do tráfico de drogas, bem como da construção da metodologia norteadora da pesquisa. A segunda seção foi desenvolvida a partir da construção do painel-histórico do tráfico de drogas no mundo e no Brasil, através de levantamentos bibliográficos e da análise de documentos institucionais internacionais, relatório mundial sobre o tráfico de drogas elaborado e publicado pela ONU a partir de 1999, e os relatórios anuais da Polícia Federal do Brasil, publicados a partir de 2002. A terceira e quarta seções ainda não foram desenvolvidas e, logo, não estão presentes no trabalho que se está apresentando.

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ARNALDO EUGENIO NETO DA SILVA - FSA
Presidente - 1167728 - CARLOS SAIT PEREIRA DE ANDRADE
Interno - 1167476 - JOSE LUIS LOPES ARAUJO
Notícia cadastrada em: 21/09/2012 18:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 08:01