News

Banca de DEFESA: POLIANA SANTOS FERRAZ DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: POLIANA SANTOS FERRAZ DE OLIVEIRA
DATA: 26/02/2019
HORA: 15:00
LOCAL: Sala 338
TÍTULO: A expansão urbana da Zona Norte da cidade de Teresina
PALAVRAS-CHAVES: Expansão Urbana. Agentes Produtores. Zona Norte de Teresina
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
ESPECIALIDADE: Geografia Urbana
RESUMO:

O espaço urbano, produzido na atuação de diversos agentes sociais a partir de processos específicos que modificam a dinâmica socioespacial da cidade, se reconfigura no decorrer da urbanização. As redistribuições espaciais promovidas por tais agentes produtores do espaço urbano imprimem um ritmo de crescimento às cidades alimentado por um contínuo processo de expansão urbana, que abre as periferias das cidades à urbanização e redefine os usos desses espaços, alterando suas formas e dinâmicas. Tais áreas passam a criar e reproduzir formas atrativas à fixação e a circulação de capitais, transformando esses espaços úteis à aceleração de atividades que atuam intensivamente na produção do espaço, tornando-se tais espaços elementos centrais para compreender o crescimento urbano nas cidades contemporâneas. Diante disso, a presente dissertação tem como objetivo geral analisar a expansão urbana da Zona Norte de Teresina à luz dos agentes produtores, considerando suas formas espaciais relacionadas à sua gênese, dinâmicas e às recentes tendências espaciais. A partir disso foram estabelecidos três objetivos específicos: a) reconhecer a urbanização brasileira e a construção do processo de Expansão Urbana através da ação dos agentes produtores; b) revelar as dinâmicas do processo de expansão urbana de Teresina e Zona Norte, relacionando com os principais processos e formas espaciais nas últimas décadas; c) Discutir os agentes, processos e as formas espaciais recentes da Zona Norte de Teresina, contemplando uma interpretação sobre as tendências espaciais. A proposta partiu de uma preocupação com a expansão urbana, pensada a partir da dinâmica de expansão das atividades comerciais para áreas periféricas e da produção e ocupação de vazios urbanos na Zona Norte de Teresina. Diante das discussões propostas, a pesquisa, sustentada com o método de interpretação dialético, utilizou como procedimentos metodológicos a pesquisa bibliográfica, documental e de campo, que comportou a aplicação de entrevistas com lideranças comunitárias. A partir do recorte espacial estabelecido, dedicando-se à análise da Zona Norte de Teresina, optou-se por investigar três espaços da referida zona, a saber: Mocambinho, Parque Wall Ferraz e Residencial Jacinta Andrade. Quanto ao recorte temporal, considerou-se o período que contempla os anos de 1982, 1997 e 2010, marcos temporais da inauguração dos três bairros estudados, que permitem contextualizar e compreender a origem e evolução das formas socioespaciais em discussão. Os resultados demonstram que a expansão urbana da Zona Norte de Teresina se efetiva ao longo do tempo a partir da ação dos diversos agentes produtores do espaço urbano, que atuaram de modo distinto nos distintos bairros estudados, incorporado esse espaço ao mercado imobiliário e às dinâmicas comerciais, tendo peso ainda o papel das redefinições políticas que planejam as intervenções públicas. Nesse processo, a Zona Norte apresenta uma tendência à consolidação da ocupação de seus espaços vazios, uma vez que as intervenções públicas quanto a política habitacional e à infraestrutura valorizaram (e seguem valorizando) a terra urbana nessa porção da cidade de Teresina.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Externo à Instituição - CARLOS RERISSON ROCHA DA COSTA - UESPI
Interno - 1167728 - CARLOS SAIT PEREIRA DE ANDRADE
Notícia cadastrada em: 05/02/2019 15:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 05:52