News

Banca de QUALIFICAÇÃO: HELENA VANESSA MARIA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HELENA VANESSA MARIA DA SILVA
DATA: 31/05/2019
HORA: 09:00
LOCAL: CCHL - Sala de Vídeo II
TÍTULO: GEODIVERSIDADE E PATRIMÔNIO GEOLÓGICO/GEOMORFOLÓGICO DOS MUNICÍPIOS DE JUAZEIRO DO PIAUÍ, NOVO SANTO ANTÔNIO, SÃO JOÃO DA SERRA E SIGEFREDO PACHECO, PIAUÍ
PALAVRAS-CHAVES: Geodiversidade. Patrimônio Geológico. Patrimônio Geomorfológico.
PÁGINAS: 110
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Regional
ESPECIALIDADE: Análise Regional
RESUMO:

 

Pode-se observar um crescente número de pesquisas voltadas ao estudo da vertente abiótica da natureza, geodiversidade e temas afins: patrimônio geológico, patrimônio geomorfológico, geoconservação, geoturismo, dentre outros. Detentor de uma grande extensão territorial, o Brasil conta com uma variedade de atrativos do ponto de vista da diversidade abiótica, que ainda é pouco conhecida, vê-se uma carência de estudos em diversas áreas do território nacional. Do levantamento bibliográfico realizado constatou-se uma primazia de pesquisas nas regiões Sul e Sudeste, o que comprova a necessidade de ampliação a nível de Nordeste, e em especial a nível de Piauí. Esta constatação aliada à carência de estudos desta natureza, e a pouca exploração e divulgação no cenário piauiense justificou a realização da presente pesquisa. Tendo como intuito valorizar e divulgar a geodiversidade e o patrimônio geológico/geomorfológico no Piauí, se elencou como área de estudo os municípios de Juazeiro do Piauí, Novo Santo Antônio, São João da Serra e Sigefredo Pacheco, na mesorregião Centro-Norte Piauiense, microrregião de Campo Maior - PI. Diante disso, essa pesquisa se propôs avaliar a geodiversidade e o patrimônio geológico/geomorfológico da área supracitada, como suporte a iniciativas de geoconservação e geoturismo, para a partir daí sugerir a utilização da mesma, como local potenciador de atividades ligadas à educação ambiental e geoturísticas. Tendo como foco os valores educativo, científico e cultural, será proposto um roteiro geoturístico para área, além de apresentar sugestões de estratégias de valorização e divulgação dos geossítios/ geomorfossítios inventariados e quantificados a partir da elaboração de recursos didáticos e de atividades geoeducativas. A metodologia utilizada a principio foi dividida em três etapas, a saber: a primeira, uma revisão bibliográfica, teórico-metodológico para a devida fundamentação, tomando por base autores como Gray (2004); Brilha (2005); Pereira (2006); Ruchkys (2007); Forte (2008), Pereira (2010); Reverte (2014); Oliveira (2015); Santos (2016); Meira (2016); Silva (2017); Mansur (2018), entre outros; a segunda, estudo de diferentes metodologias utilizadas na avaliação do patrimônio geológico e geomorfológico, seguida da escolha da metodologia adotada para o presente estudo; e a terceira, trabalho de gabinete, com a confecção do material cartográfico. Por meio desta metodologia pode-se avaliar e analisar de modo preliminar a geodiversidade do local.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1461646 - CLAUDIA MARIA SABOIA DE AQUINO
Interno - 6422093 - IRACILDE MARIA DE MOURA FE LIMA
Externo ao Programa - 843.293.353-87 - LIVANIA NORBERTA DE OLIVEIRA - NENHUMA
Notícia cadastrada em: 09/05/2019 18:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 01:30