News

Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIELA MIRANDA ARAÚJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELA MIRANDA ARAÚJO
DATA: 12/06/2019
HORA: 14:00
LOCAL: CCHL - Sala 338
TÍTULO: Produção do espaço urbano de Barão de Grajaú/MA: como e por quem é produzido?
PALAVRAS-CHAVES: Espaço urbano. Cidade. Barão de Grajaú
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
ESPECIALIDADE: Geografia Urbana
RESUMO:

O processo de produção e reprodução desse espaço durante sua formação e na atualidade, decorre da ação direta de diversos agentes sociais, ocasionando inúmeras interpretações que instigam a contextualizar como e porque essas modificações urbanas intensificaram-se em determinados períodos, que serão considerados históricos dentro das perspectivas da pesquisa. Essa contextualização entre os agentes produtores e os marcos históricos será fundamental para compreender as particularidades dos locais que conseguem se sobressair mediante os mecanismos flexíveis de regulação das condições de valorização e desvalorização ocasionado pela ação dos agentes produtores deste espaço urbano. A partir desta conjuntura, da junção de condições na formação do espaço, surgem indagações sobre qual foi a contribuição do Estado enquanto agente produtor do espaço urbano no processo de evolução urbana. Tendo em vista, a atuação da Fundação Pavel, uma entidade do Terceiro Setor, na contribuição do processo de evolução urbana, após sua instalação na cidade. Essas particularidades que ocorrem no processo de produção e (re) produção do espaço de Barão de Grajaú, são embasadas por Corrêa (1989), Santos (2013), Carlos (2007), Weber (1979), que fundamentam está pesquisa ao tratar da produção do espaço urbano e por Paes (2003), Garcia (2004) e Araújo (2008), ao tratarem dos setores da sociedade e Bourdier (2003), Giddens (2005) ao abordarem as relações interpessoais de reciprocidade que há no espaço urbano. O trabalho possui como objetivo, compreender o processo de evolução urbana da cidade de Barão de Grajaú/MA a partir dos agentes produtores do espaço urbano. A metodologia utilizada baseia-se em pesquisa bibliográfica, documental e pesquisa de campo (entrevistas com os moradores, representantes dos órgãos públicos, bem como da Fundação Pavel). Os resultados encontrados até o momento, evidenciam que a produção do espaço urbano de Barão de Grajaú, apresenta uma diversificação na atuação dos agentes sociais ao longo dos seus 108 anos, a partira da ação direta e indireta dos agentes produtores do espaço, que a ação acerca da produção e reprodução do espaço e da atuação dos agentes sociais na historicidade, demonstram que as condições especificas destes agentes em determinadas áreas da cidade, se deve pela atuação em condições específicas ao longo de períodos da cidade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Externo ao Programa - 838.623.153-04 - GLAUCIANA ALVES TELES - UVA
Presidente - 1433032 - RAIMUNDO LENILDE DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 03/06/2019 11:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 30/09/2022 08:59