News

Banca de DEFESA: VITAL ANTÓNIO VILELAS FARIA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VITAL ANTÓNIO VILELAS FARIA
DATA: 24/09/2019
HORA: 10:00
LOCAL: CCHL - Sala de Vídeo II
TÍTULO: GEOGRAFIA HISTÓRICA DO PIAUÍ COLONIAL: OS PROCESSOS DE COLONIZAÇÃO E FORMAÇÃO TERRITORIAL, ATÉ À CONSTITUIÇÃO DAS PRIMEIRAS VILAS NO SÉCULO XVIII
PALAVRAS-CHAVES: Piauí Colonial. Formação Territorial. Primeiras Vilas. Piauí.
PÁGINAS: 96
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

Esta dissertação tem como objetivo geral analisar as formas de colonização do Piauí. As pesquisas planeadas e efetuadas permitiram concluir um resumo geográfico histórico, daquele período. Partindo do objetivo geral, a dissertação assenta em três objetivos específicos. Compreender as linhas do início da colonização e o que terá levado à formação territorial do Piauí. Identificar os processos que dinamizaram a apropriação da natureza, pelos colonos e verificar quais as influências portuguesas na construção e divisão política, tendo por base a constituição das primeiras vilas. Estas vilas foram autorizadas por meio de carta régia, a qual trazia consigo recomendações e ordens precisas sobre os modelos que deveriam ser implantados, o que foi possível verificar no campo. Por outro lado, a constituição das vilas fez parte de um plano abrangente a toda a colônia Brasil, e que visou objetivamente uma formação territorial da colônia organizada de forma a possibilitar um maior controle por parte da coroa. A pesquisa foi dividida em duas partes distintas. Uma primeira que compreendeu um estudo bibliográfico e uma segunda que inclui o estudo de campo. O estudo bibliográfico foi também dividido em duas partes, uma primeira na qual foram estudados os conceitos que ajudaram à fundamentação teórica e uma segunda em que foram estudados as formas e os processos de colonização e da formação territorial, consolidada com a constituição das primeiras vilas, que caracterizam ao mesmo tempo a primeira divisão político-administrativa, do Piauí colonial. Entretanto, os trabalhos de campo, em cada uma das antigas vilas constituídas no século XVIII (hoje cidades), visaram verificar os locais escolhidos para implantação de cada vila, os traçados das praças, a partir das quais as vilas se expandiram, e conhecer também um pouco da história de cada uma, quer através dos vestígios encontrados, quer através das entrevistas informais com os guias que ajudaram nos trabalhos de campo. O conjunto da pesquisa, possibilitou resultados muito satisfatórios, com os quais foi possível traçar a geografia histórica da colonização do Piauí. Neste traçado histórico figuram a forma e os motivos da ocupação deste território e como se formou, como se definiu o território em si, com o desenho curioso que lhe conhecemos, todo ele traçado em função dos fenómenos naturais que o delimitam. A colonização parece ter decorrido normalmente, de forma condizente com o resto da colônia Brasil e, por sua vez, a formação territorial se iniciou sob o estímulo das necessidades dos colonos, relativas à sua principal atividade econômica: a pecuária. A população foi preponderante nos atos de colonização, que implicaram, o estabelecimento dos colonos, a instalação das fazendas e o povoamento, que por sua vez se consolidou com a implantação das vilas no século XVIII.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1671765 - ANDREA LOURDES MONTEIRO SCABELLO
Interno - 6422093 - IRACILDE MARIA DE MOURA FE LIMA
Externo ao Programa - 2140464 - RAIMUNDO JUCIER SOUSA DE ASSIS
Externo à Instituição - CARLOS RERISSON ROCHA DA COSTA - UESPI
Notícia cadastrada em: 11/09/2019 16:43
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 01:00