News

Banca de QUALIFICAÇÃO: ILEANA FERRAZ NUNES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ILEANA FERRAZ NUNES
DATA: 31/08/2021
HORA: 14:30
LOCAL: Sala Remota Meet
TÍTULO: Manual de Infraestrutura Verde para Loteamentos em Teresina-PI: proposta de Intervenção no Bairro Vale do Gavião
PALAVRAS-CHAVES: Infraestrutura verde. Desenvolvimento urbano sustentável. Parcelamento do solo urbano. Loteamento. Manual.
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

As cidades contemporâneas são reflexo de um urbanismo superado, nas quais persistem problemas relacionados à utilização da infraestrutura cinza como única opção para o funcionamento das cidades. Além disso, em busca de um desenvolvimento urbano sustentável, as cidades atuais buscam novas estratégias de desenvolvimento e ordenamento territorial. O termo infraestrutura verde surge na década de 1990, nos Estados Unidos, relacionado ao desenvolvimento de soluções sustentáveis e aliado ao desenvolvimento urbano. Pode possuir diferentes significados de acordo como contexto no qual é aplicado, referindo-se tanto às tipologias utilizadas, como também para descrever um processo que promove uma abordagem sistemática e estratégica de conservação do solo em diferentes escalas e que incentiva o planejamento e uso do solo de acordo com boas práticas para a natureza. A utilização de estratégias de infraestrutura verde vem alinhada com a busca por um desenvolvimento urbano sustentável expresso no Plano Diretor de Ordenamento Territorial Urbano de Teresina. O objetivo geral deste trabalho é propor um manual de implantação de infraestrutura verde para loteamentos na cidade. Tem como objetivos específicos demonstrar a importância da infraestrutura verde como estratégia de desenvolvimento sustentável, elaborar diretrizes de implantação de infraestrutura verde de acordo com os regulamentos técnicos e jurídicos de parcelamento do solo e demonstrar a aplicabilidade do manual proposto através de uma proposta de intervenção no Bairro Vale do Gavião. O percurso metodológico embasa-se em uma documentação direta e indireta, por meio de pesquisa bibliográfica, documental e realização de estudo de caso (observação e registros fotográficos) através de visitas ao local. Além disso, a coleta e análise de dados fornecidos por órgão públicos, como a PMT, a SEMAM e o IBGE, foram necessárias para a caracterização da área de intervenção e posterior proposta de intervenção. O referencial teórico teve como base alguns autores como: Benedict e McMahon (2006), Herzog (2013), Mascaró (2013) e Vasconcellos (2015). O entendimento da Lei Federal de Uso e Parcelamento do Solo e o estudo de casos de intervenções urbanas pautadas na infraestrutura verde embasaram a elaboração das diretrizes do manual proposto. A discussão aponta para a necessidade de transformação da infraestrutura urbana existente em redes permeáveis vegetadas e multifuncionais através da proposição de corredores verdes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Interno - 1301254 - EDVANIA GOMES DE ASSIS SILVA
Externo à Instituição - RODRIGO DA SILVA RODRIGUES - SEMEC-TERESI
Notícia cadastrada em: 25/08/2021 17:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 01:43