News

Banca de DEFESA: RAIMUNDO NUNES PIMENTEL NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAIMUNDO NUNES PIMENTEL NETO
DATA: 09/09/2013
HORA: 09:00
LOCAL: SALA DE VIDEO II - CCHL
TÍTULO:

A representação social de Geografia pelas professoras e  professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental

 


PALAVRAS-CHAVES:

Ensino de Geografia. Representação Social. Formação de professores.  Anos Iniciais.


PÁGINAS: 169
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

Em conformidade com a Lei 9.394/96, as professoras e os professores que não tiveram uma formação inicial (Graduação) em Geografia, mas em Pedagogia, têm a licença para lecionar aquela disciplina nos anos iniciais do Ensino Fundamental – sobretudo do 2º ao 5º anos. Esta é uma realidade que predomina nas escolas municipais de Teresina-PI, e é um fato que gera conflito, produtor de representação social. Os(as) professores(as) executam o seu ofício tendo como subsídio a representação social de Geografia construída ao longo de sua vivência/experiência educacional com essa disciplina, e esta representação tende a não contribuir para o bom desenvolvimento dos conteúdos geográficos nos anos inicias. Isto fica patente quando se observa que os alunos ao chegarem ao 6º ano daquele mesmo nível de ensino, apresentam, frequentemente, uma significativa deficiência referente àqueles conhecimentos geográficos que deveriam lhes proporcionar uma leitura crítica do mundo. Nosso objetivo, portanto, quanto à presente pesquisa, foi evidenciar o conteúdo e a estrutura da representação social de Geografia articulada pelas professoras e pelos professores que atuam nos anos iniciais do Ensino Fundamental, nas escolas públicas municipais de Teresina. Tomamos como fundamento para a análise a Teoria das Representações Sociais inaugurada por Serge Moscovici, porém dando ênfase a uma de suas teorias complementares, a Teoria do Núcleo Central, formulada por Jean-Claude Abric. Metodologicamente, por se tratar de uma pesquisa qualitativa, utilizamos dois questionários para a coleta de dados – um cultural e socioeconômico e outro em que aplicamos a Técnica de Associação Livre de Palavras (TALP). Os dados foram analisados à luz das teorias citadas,  com a utilização do software EVOC, criado por Pierre Vergès e seus colaboradores e valendo-se da análise categorial de conteúdo proposto por Bardin (1979). Os resultados revelaram que a maioria dos(as) professores(as) enfrentam grandes dificuldades para lecionar a disciplina Geografia, e que estas residem fundamentalmente na ausência de domínio de conteúdos e metodologias específicos desta disciplina, por isso têm apoiado  as suas práticas no uso do livro didático, visto como recurso indispensável no cotidiano da escola. Tal atitude acaba por conduzir os sujeitos à prática de um tipo predominante de aula, baseado, sobretudo, no método expositivo e com a realização de atividades de caráter estritamente mnemônico. O conteúdo e a estrutura da representação de Geografia apontaram para a articulação de significados centralmente identificados com os postulados das concepções tradicionais do pensamento geográfico, girando em torno, principalmente das categorias Terra e espaço.

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2280398 - ARMSTRONG MIRANDA EVANGELISTA
Interno - 1167728 - CARLOS SAIT PEREIRA DE ANDRADE
Presidente - 1087152 - JOSELIA SARAIVA E SILVA
Externo à Instituição - MOISES DOMINGOS SOBRINHO - UFRN
Notícia cadastrada em: 20/08/2013 11:54
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 06:15