• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 22:30. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
News

Banca de QUALIFICAÇÃO: GILSIONE MIRANDA DOS SANTOS CARVALHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GILSIONE MIRANDA DOS SANTOS CARVALHO
DATA: 31/05/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Sala virtual google meeting
TÍTULO: TEORIA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA: UM ESTUDO NO MUNICÍPIO DE AMARANTE – PI
PALAVRAS-CHAVES: Geografia, Ensino, Aprendizagem significativa
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

O processo de ensino-aprendizagem da geografia é importante para promover o desenvolvimento de aprendizagens que tornem as crianças, jovens e adultos aptos a atuar de forma consciente nos seus espaços de vivência atuais e futuros. Dessa maneira, aprendizagem significativa de conteúdos geográficos se faz necessário e é factível, uma vez que conhecimentos que permeiam a realidade dos estudantes podem ser ponto de partida para ancoragem de conhecimentos mais elaborados cientificamente. O objetivo geral desta pesquisa é analisar a prática docente do professor de Geografia do município, Amarante - PI, observando fundamentos da Teoria da Aprendizagem Significativa. Os específicos consistem em conhecer a trajetória educacional dos professores de geografia da educação básica do município; identificar a presença da aprendizagem significativa na prática docente desses professores; elaborar e aplicar, em uma turma dos anos finais do Ensino Fundamental e em conjunto com um professor(a) de Geografia do município, metodologias que favoreçam a aprendizagem significativa em Geografia. Este trabalho está apoiado na teoria da aprendizagem significativa - TAS, proposta por David Paul Ausubel em 1960, que discute a aprendizagem no cotidiano da sala de aula, partindo do que o indivíduo já sabe. Optamos por adotar uma abordagem qualiquantitativa Minayo (2007), Dal-Farra e Lopes (2013). Para contextualizar a pesquisa realizamos, inicialmente, um levantamento bibliográfico acerca da TAS, ensino de geografia e prática docente, cujos principais autores utilizados foram Ausubel; Novak; Hanesian (1980), Novak e Gowin (1984), Castellar (2019), Ausubel (2003), Kaercher (1996), Masini e Moreira (2006), Cavalcante (2008; 2019), Tomita (2009), Moreira (2010; 2011; 2016; 2019), Libâneo (2013), Tardif (2014), Girotto e Mormul (2016), Callai (2019) Castellar (2019) e Sousa (2021). Realizamos, também, um levantamento quantitativo dos professores do município de Amarante-PI e caracterizamos os aspectos físicos, culturais, socioeconômicos e educacionais desse município. Estes elementos foram inseridos no texto para favorecer análises e decisões no contexto empírico durante desenvolvimento da pesquisa. A pesquisa empírica será realizada utilizando-se dos seguintes instrumentos e técnicas de investigação: aplicação de um questionário aos 17 professores de geografia do município; aplicação de uma entrevista semiestruturada junto a no mínimo 30% desses professores de geografia e posteriormente observação estruturada da prática docente de um destes profissionais, em uma turma do 9º ano da Escola Municipal Antônio Gramoza Vilarinho. Por fim, realizaremos um processo de intervenção, cuja finalidade é promover uma prática docente fundamentada na TAS. O tratamento e análise dos dados serão realizados por meio de gráficos, tabelas e a análise de conteúdo proposta por Bardin (1977). O trabalho apresenta a seguinte estrutura: 1. introdução; 2. prática docente e os fundamentos e pressupostos teóricos da teoria aprendizagem significativa, 3. procedimentos metodológicos da pesquisa e 4. resultados esperados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1087152 - JOSELIA SARAIVA E SILVA
Interno - 2280398 - ARMSTRONG MIRANDA EVANGELISTA
Externo à Instituição - ELDA SILVA DO NASCIMENTO MELO - UFRN
Notícia cadastrada em: 23/05/2022 19:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 22:15