News

Banca de DEFESA: ANA CAROLINE CHAVES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA CAROLINE CHAVES
DATA: 22/08/2022
HORA: 15:00
LOCAL: meet
TÍTULO: GEOPATRIMÔNIO DOS MUNICÍPIOS DE BOQUEIRÃO DO PIAUÍ, CAMPO MAIOR, JATOBÁ DO PIAUÍ E NOSSA SENHORA NAZARÉ, PI / BRASIL
PALAVRAS-CHAVES: Geodiversidade. Geopatrimônio. Geoconservação. Geoeducação.Território dos Carnaubais
PÁGINAS: 276
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

Atualmente a temática da geodiversidade vem exponencialmente assumindo relevantes contribuições na Ciência, ampliando este campo do conhecimento com riqueza de informações acerca dos diversos elementos da geodiversidade encontrados no planeta terra. A geodiversidade e seus temas associados estão em constante evolução e em contínuo destaque no cenário científico internacional e nacional. O Brasil, um país de dimensões continentais e grande riqueza abiótica ainda dispõem de poucos levantamentos acerca de sua geodiversidade, notadamente para a região Nordeste, neste sentido, essa pesquisa se propôs a realizar um levantamento da geodiversidade e do geopatrimônio dos municípios Boqueirão do Piauí, Campo Maior, Jatobá do Piauí e Nossa Senhora de Nazaré, localizados no Território dos Carnaubais, na mesorregião noroeste piauiense, microrregião de Campo Maior- PI. Como objetivos específicos destacam-se: i) Inventariar e quantificar o geopatrimônio da área de estudo; ii) Elaborar um roteiro geoturístico considerando o geopatrimônio inventariado e quantificado; iii) Propor roteiros geoeducativos e oficinas educativa para fins de divulgação da temática e do geopatrimônio dos municípios estudados e iv) desenvolver/realizar oficinas didático-pedagógicas em escola pública da área de estudo. A escolha da área de estudo justifica-se pela busca da difusão e valorização da temática da Geodiversidade, além do estudo oferecer uma expressiva contribuição acerca do potencial da geodiversidade da área inventariada, bem como ser potencializador de atividades geoturísticas e geoeducativas. A metodologia empregada para a inventariação do geopatrimônio fundamentou-se em Araújo (2021); para a quantificação do geopatrimônio foi empregada à metodologia de Pereira (2006); a proposta de elaboração de roteiro geoturístico se apoia em Silva (2017), Silva (2020), Lopes (2020) e Ferreira (2021); o roteiro geoeducativo foi adaptado de Maciel (2020), as oficinas geodidáticas que visam disseminar conhecimentos acerca da geodiversidade e do geopatrimônio da área de estudo,  fundamentaram-se na proposta metodológica de Moreira (2014) e Silva e Moura-Fé (2020). Foram inventariados 18 locais de relevante  interesse (LRI)  na área de estudo, tendo sido os mesmos após a quantificação enquadrados conforme parâmetro estabelecido em geomorfossítios aqueles que apresentaram  alto valor considerando o parâmetro geomorfológico, em um total de 11  e sítios de geodiversidade aqueles com relevância baseado em outros valores (turísticos, cultural, econômico, etc.), e com baixo valor geomorfológico, em um total de  07 sítios de geodiversidade inventariados. Porterior a inventariação foram selecionados 10 locais (geomorfossítios e sítios da geodiversidade) para divulgação, considerando o percurso entre os mesmos, a acessibilidade, a disponibilidade de serviços de apoio próximos aos geomorfossítios e aos sítios da geodiversidade. Na proposta constam os seguinte locais: 1- Geomorfossítio Mirante do Cruzeiro, 2-Geomorfossítio Mirante dos Morros, 3-Geomorfossítio Cachoeiras Morro de Santo Antônio, 4-Geomorfossítio Açude Corredores, 5-Geomorfossítio Cachoeira Cevada I, 6-Geomorfossítio Cachoeira Cevada II no município de Campo Maior, seguidas pelo 7-Geomorfossítio Cachoeira da Bica e 8-Geomorfossítio Cachoeira Furnas no município de Jatobá do Piauí, na sequência 9-Geomorfossítio Piscinas Naturais em Boqueirão do Piauí e finalizado pelo 10- Geomorfossítio Cânions do Funil no município de Nossa Senhora de Nazaré. Buscando difundir e instituir a promoção dos geomorfossítios e dos sítios da geodiversidade foram propostos roteiros geoeducativos integrados entre os muncipios e ainda  a realização de 3 oficinas de difusão da temática geodiversidade (conteúdos de geomorfologia, pedologia e hidrologia) associadas aos geomorfossítios e sítios da geodiversidade inventariados com alunos do 6º ano, do ensino fundamental da educação básica embasada na BNCC de Geografia. Considerando a relevância dos dados obtidos e a exitosa experiência no que se refere a aplicabilidade das oficinas recomenda-se a ampliação de pesquisas semelhantes a esta para os demais municípios piauiense, posto a rica geodiversidade e geopatrimônio do Estado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1461646 - CLAUDIA MARIA SABOIA DE AQUINO
Interno - 1300002 - GUSTAVO SOUZA VALLADARES
Externo à Instituição - IVAMAURO AILTON DE SOUSA SILVA - UFPA
Externo à Instituição - LUCIVÂNIO JATOBÁ DE OLIVEIRA - UFPE
Notícia cadastrada em: 13/07/2022 11:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 20:41