News

Banca de DEFESA: MARLA TARSILA FURTADO ROCHA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARLA TARSILA FURTADO ROCHA
DATA: 22/08/2022
HORA: 14:30
LOCAL: PPGGEO/UFPI
TÍTULO: A PERCEPÇÃO DA CIDADE ATRAVÉS DAS TRANSFORMAÇÕES SOCIOESPACIAIS NO MUNICÍPIO DE PARNAÍBA - PI
PALAVRAS-CHAVES: Agentes urbanos. Zona costeira. Tendências espaciais e Plano Diretor
PÁGINAS: 112
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Regional
ESPECIALIDADE: Análise Regional
RESUMO:

O movimento de urbanização é um processo interacionista que tem como principal agente transformador o crescimento da população nas cidades através dos seus Agentes urbanos. Para que se consiga compreender as caraterísticas atuais da cidade e suas tendências espaciais é necessário entender como se deu esse processo de urbanização, como ele foi planejado ou projetado, a sua instalação e todas as mudanças que ocorreram com os personagens que compõem esse sistema, para que se consiga identificar os pontos positivos e negativos desse processo e auxiliar no bom planejamento para programas e projetos futuros em que se possa realizar intervenções urbanas coerentes e eficazes como o Plano Diretor. O presente estudo foi direcionado para a cidade de Parnaíba que contempla a Zona Costeira Piauiense, que na sua formação, teve influência da urbanização de Portugal, o que direcionou seu crescimento urbano com bases na formação de colônias. Assim, definiu-se, enquanto objetivo geral debater a percepção da cidade de Parnaíba - PI através das transformações socioespaciais. Quanto aos objetivos específicos se caracterizam por: a) Identificar os aspectos que influenciaram no crescimento urbano no Município e os agentes envolvidos; b) ressaltar a importância do Estado no processo de formação urbana da cidade e sua influência na consolidação deles; c) mostrar a morfologia urbana da cidade de Parnaíba através do crescimento urbano; d) reconstruir cronologicamente a evolução desse processo de crescimento urbano através da influência do Estado com as determinações do Plano Diretor. A metodologia é baseada em um trabalho qualitativo, relacionando referências para a compreensão da produção na área estudada, buscando pautar as variantes da pesquisa. Quanto aos procedimentos metodológicos: utilizou-se das fontes primárias que se referem à pesquisa iconográfica, cartográfica e levantamentos acerca do assunto abordado; as fontes secundárias se concretizaram através da revisão bibliográfica constituída de livros de autores renomados encontrados na biblioteca da Universidade Federal do Piauí, reunião de informações obtidas em documentos, artigos, dissertações e teses, além de dados que formam acervos públicos na Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Regulação Fundiária do Município de Parnaíba. Assim, procurou-se compreender os processos pelos quais a morfologia da cidade tem passado através da influência dos Agentes Urbanos detectados nos períodos de maior evolução da área urbana ocupada. Verificou-se que houve um crescimento significativo na mancha urbana da cidade de Parnaíba no intervalo dos anos de 2000 a 2005, com uma estabilidade moderada nos anos posteriores até atingir o ano limiar do estudo que é 2020, sendo notório que as demandas de expansão foram determinadas por fatores econômicos em que se destacam o turismo e os serviços, reforçados pela expansão imobiliária nas regiões nordeste e sudeste da cidade e padronizados ao determinado pelo Plano Diretor Municipal.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1301254 - EDVANIA GOMES DE ASSIS SILVA
Interno - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Interno - 1167728 - CARLOS SAIT PEREIRA DE ANDRADE
Externo à Instituição - VIRGÍNIA CÉLIA CAVALCANTE DE HOLANDA - UVA
Notícia cadastrada em: 04/08/2022 18:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 08:30