News

Banca de DEFESA: ROSANA MARQUES DE SOUSA PIMENTEL

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ROSANA MARQUES DE SOUSA PIMENTEL
DATA: 27/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: SALA DE VIDEO II - CCHL
TÍTULO:

A REPRESENTAÇÃO SOCIAL DA FORMAÇÃO CONTINUADA PARTILHADA POR PROFESSORES DE GEOGRAFIA DO ENSINO FUNDAMENTAL.


PALAVRAS-CHAVES:

Representação Social. Formação Continuada. Docentes. Ensino de Geografia.

 


PÁGINAS: 137
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

Essa pesquisa tem como objeto de estudo a representação social da formação continuada partilhada por professores de Geografia. Para tanto, analisamos esse objeto sob o ponto de vista dos professores de Geografia do Ensino Fundamental das escolas municipais de Teresina (PI), situadas na região Sudeste da capital. Construímos esta investigação tendo como objetivo geral analisar a representação social da formação continuada partilhada por professores de Geografia e como objetivos específicos: identificar, na literatura, os aportes teóricos que fundamentam a formação continuada de professores; conhecer a trajetória educacional e profissional dos professores de Geografia das escolas pesquisadas e identificar a representação social da formação continuada partilhada pelos professores de Geografia, considerando suas implicações na prática pedagógica. Quanto ao percurso teórico utilizamos a teoria das representações sociais de Serge Moscovici, tomada nesse estudo como elemento fundamental para apreendermos a representação social da formação continuada dos professores de Geografia. Para desvelar aspectos da realidade e dá destaque ao cotidiano da vida dos sujeitos, utilizamos o método fenomenológico, já que esse método de investigação nos permitiu discutir sobre manifestações das representações sociais. Empreendemos uma discussão teórica fundamentada em autores nacionais e estrangeiros, tais como: Nóvoa (1997, 2007), Tardif (2012), Shön (1997), Perrenoud (2002, 2000, 1996), Garcia (1999, 1997), Candau (1996), Medeiros (2007), Libâneo (2009, 2010), Zabala (1998), Romanowski (2010), Cavalcanti (2012, 2010, 2008, 2002), Callai (2012, 2011, 1999), Vesentini (2012, 2009), Kaercher (2003), Oliveira (2012), entre outros. Utilizamos como instrumentos de pesquisa um questionário e uma entrevista estruturada com o objetivo de colhermos subsídios junto aos professores de Geografia, interlocutores dessa pesquisa. Nesse caso, as entrevistas receberam tratamento analítico balizado na técnica de análise categorial de conteúdo, proposto por Franco (2007) e Bardin (1977). Ao apropriar-se das informações acerca da representação social da formação continuada produzida pelos interlocutores da pesquisa, constatamos uma representação social positiva, uma vez que os sujeitos demonstraram compreender o valor dessa formação, quando pensada como algo específico e destinado a refletir e reorientar a prática profissional no ensino de Geografia. Por outro lado, os sujeitos falam de uma excessividade da teoria em desprezo da prática, tanto na universidade quanto na formação continuada, mas demonstraram não dominar os elementos fundamentais do conhecimento cientifico, o que já seria um instrumento de grande valia nas suas intervenções práticas. No caminhar das análises, percebemos nos sujeitos da pesquisa um forte sentimento de desvalorização causado por vários motivos, tais como: sobrecarga de trabalho, baixos salários, falta de apoio dos gestores, ausência de incentivos financeiro e institucional, a predominância de aulas teóricas que causavam desconforto aos professores cursistas, enfim, a centralização da referida formação. Esses entraves/obstáculos é que ajudaram a compor o quadro de representações dos professores e são essas representações que inviabilizavam suas participações de modo efetivo na referida formação. Portanto, nesta pesquisa, as representações dos professores e consequentemente a maneira de pensar e agir desses sujeitos caracteriza-se como uma identidade profissional dos docentes.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1167728 - CARLOS SAIT PEREIRA DE ANDRADE
Interno - 1087152 - JOSELIA SARAIVA E SILVA
Externo à Instituição - MANUELA NUNES LEAL - UESPI
Presidente - 1433032 - RAIMUNDO LENILDE DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 21/02/2014 16:58
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 23:25