News

Banca de DEFESA: MARCELA VITORIA DE VASCONCELOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCELA VITORIA DE VASCONCELOS
DATA: 18/03/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Vídeo I
TÍTULO:

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NOS LIVROS DIDÁTICOS DE GEOGRAFIA DO ENSINO MÉDIO.

 



PALAVRAS-CHAVES:

Educação Ambiental. Livro Didático. Geografia Escolar. Complexidade.

 


PÁGINAS: 127
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

A questão ambiental é um tema que traz diversas discussões e questionamentos. Compreender o meio ambiente requer uma visão sistêmica, que aborde todos os aspectos pertinentes à sua definição. É nesse sentido que os debates em torno da Educação Ambiental tornam-se relevantes, principalmente no que se refere à educação formal. Por ser um tema interdisciplinar, perpassa por todas as disciplinas do currículo escolar e está presente também no livro didático, que por sua vez, configura-se em um instrumento de significativa relevância no processo de ensino aprendizagem. A partir disso, essa pesquisa propõe-se observar como a Educação Ambiental é abordada nos Livros Didáticos de Geografia do Ensino Médio (EM) que foram aprovados pelo Plano Nacional do Livro Didático em 2012 e que serão utilizados no triênio 2013-2015. Desta forma, o objetivo geral dessa pesquisa é analisar como as questões ambientais são apresentadas nos livros didáticos de geografia do 1° ano do Ensino Médio. Os objetivos específicos contemplam: Identificar as concepções de educação ambiental que estão presentes nos livros didáticos; Caracterizar a trajetória do livro didático na geografia escolar; Descrever as tendências que norteiam a educação ambiental e Compreender como as questões ambientais são abordadas nos livros didáticos de geografia. A metodologia consistiu na pesquisa bibliográfica, que tem como principais fundamentações teóricas as ideias de Leff (2001), Loureiro (2006), Shaffer (2010), Castrogiovanni e Goulart (2010), Stefanello (2009), Marpica (2008) e Silva (2006). Também se optou por utilizar a análise de conteúdo proposta por Bardin (1977) e como abordagem teórico-metodológica terá como apoio o pensamento complexo de Edgar Morin. A elaboração desta dissertação compôs-se das seguintes etapas: escolha dos livros didáticos a serem analisados, elaboração da ficha de avaliação, apreciação dos livros, análise do conteúdo e interpretação dos resultados encontrados. Constatou-se que a educação ambiental é tratada nos livros didáticos de geografia de forma pontual, contemplando temas que envolvem meio ambiente, mas que em muitos momentos não levam o aluno a compreender o contexto histórico no qual se desencadearam os problemas ambientais. Diante de tais resultados, torna-se evidente que o conteúdo de geografia poderia ser mobilizado em várias discussões sobre a educação ambiental, no entanto, isso não ocorre ou quando acontece é de forma superficial e pouco contribui para a formação de uma visão crítica sobre este assunto.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1671765 - ANDREA LOURDES MONTEIRO SCABELLO
Interno - 2280398 - ARMSTRONG MIRANDA EVANGELISTA
Externo à Instituição - ELISABETH MARY DE CARVALHO BAPTISTA - UESPI
Externo ao Programa - 1984821 - PATRICIA MARIA MARTINS NAPOLIS
Notícia cadastrada em: 10/03/2014 16:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 04:12