News

Banca de QUALIFICAÇÃO: DAVID JOSÉ DA SILVA CARVALHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DAVID JOSÉ DA SILVA CARVALHO
DATA: 27/05/2014
HORA: 08:00
LOCAL: Sala de Aula do Mestrado - 338
TÍTULO:

PRODUÇÃO IMOBILIÁRIA NA CIDADE DE TERESINA: VERTICALIZAÇÃO, SEGREGAÇÃO E ESPAÇO


PALAVRAS-CHAVES:

Produção imobiliária. Verticalização. Segregação. Espaço.


PÁGINAS: 127
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

Através do sistema capitalista, o processo de industrialização e urbanização, as cidades sofreram um processo de fortes mudanças na atualidade e fatores como aumento populacional, novas formas de produzir espaço passaram se regras primordiais das organizações urbanas. No século XX, o Brasil se tornou um país urbano de agrário para industrial estimulando investimentos em arquitetura que seguiram padrões modernos, exigindo novas adaptações aos signos urbanos. A urbanização marca profundamente a civilização contemporânea gerando uma procura por espaço em uma cidade. A nova configuração do espaço urbano de Teresina com traçados que não seguiam mais a estrutura das antigas ruas paralelas e perpendiculares do antigo planejamento urbano acarretou um crescimento excessivo do perímetro urbano da cidade, de forma descontínua, desigual e desordenada, devido à migração e serviços oferecidos pela capital. Com isso surgiram as construções de edifícios próximos ao centro revelam-se locais completamente privilegiados como no bairro Jóquei. O processo de verticalização da capital acarretou uma dinâmica de produção espacial e toda cidade em processo de construção se adequa às exigências do sistema capitalista e de ocupação em massa de uma população com desejo de progresso e prosperidade urbana. O trabalho visa o despertar científico para o desenvolvimento espacial e econômico existente na cidade de Teresina e o cenário urbano atualmente remete olhar da cidade em um novo aspecto que não seja mais como o antigo tradicional e rural, mas como uma cidade que carrega traços de evolução urbana com o passar do tempo. O bairro Jóquei é o espaço mais dinâmico e evidente como produtor do mercado imobiliário no aspecto da verticalização urbana da cidade de Teresina, nos últimos anos apresentou alterações e influências que estimularam à propagação e expansão de novas construções verticais, reflexo da valorização e investimentos imobiliários garantindo novas estruturas fixas no espaço. O Objetivo geral da pesquisa é analisar a produção imobiliária na cidade de Teresina, a partir do processo de verticalização, caracterizado como um processo que foi induzido pela produção espacial do bairro Jóquei na zona Leste. E os objetivos específicos como discutir a produção imobiliária e a dinâmica do espaço urbano e suas possíveis consequências como agente produtor das formas espaciais por meio da verticalização urbana. Posteriormente compreender os elementos formadores do processo de verticalização urbana em Teresina, bem como seu processo de formação e atuação na produção imobiliária e por último identificar a gênese, a evolução e a geografia da verticalização urbana do bairro Jóquei. A metodologia aplicada está pautada na teoria da produção do espaço, método hipotético dedutivo e dialético, levantamento bibliográfico, documentos públicos e particulares, fontes estatísticas, registro fotográfico, questionários e entrevistas, pesquisa de campo. Constatou-se previamente que ocorre uma expansão dos empreendimentos imobiliários do bairro Jóquei em direção a outras localidades, alta especulação imobiliária, vendas e aluguéis de imóveis horizontais para uso de edifícios verticais, forte produção e valorização espacial no bairro e em seu entorno devido à verticalização, carregando consigo diversos problemas que a caracterizam como área de alta produção espacial e de segregação na cidade de Teresina.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Externo ao Programa - 2440142 - BARTIRA ARAUJO DA SILVA VIANA
Interno - 1167728 - CARLOS SAIT PEREIRA DE ANDRADE
Notícia cadastrada em: 13/05/2014 09:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 05:30