News

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA DO SOCORRO PEREIRA DE SOUSA ANDRADE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DO SOCORRO PEREIRA DE SOUSA ANDRADE
DATA: 28/05/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Aula do Mestrado - 338
TÍTULO:

A educação geográfica com crianças nos anos iniciais do ensino fundamental: as bases conceituais humanistas no estudo do lugar.


PALAVRAS-CHAVES:

Ensino de geografia; Educação Geográfica; Geografia Humanista.


PÁGINAS: 59
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

A opção pela pesquisa em tela emergiu naturalmente da minha longa experiência como professora da disciplina de geografia nos Anos Iniciais em escola da rede privada de Teresina e da necessidade de aperfeiçoamento dos conhecimentos no tocante a conteúdos e metodologias específicas da geografia, especialmente a busca por aprofundamento e atualização conceitual. Nesse sentido, este trabalho consiste no estudo de um conceito-chave da geografia diretamente relacionado ao espaço concreto de vivência das crianças iniciantes no raciocínio espacial. Acredita-se que a partir da compreensão das primeiras noções sobre o espaço elas poderão desenvolver com eficácia o senso de lugar e de entender melhor outras dimensões da análise geográfica no transcurso de sua trajetória escolar, sendo capazes de articular diversas escalas de abordagem da realidade. Assim, investigar-se-á o desenvolvimento de uma proposta de ensino desse conceito na perspectiva humanista de matriz fenomenológica, envolvendo professores de Geografia do 3º ano dos anos iniciais do Ensino fundamental de duas escolas de Teresina, uma escola de rede pública e uma escola da rede privada de ensino, valendo-se de atividades que articulem afetividade, interesse e aperfeiçoamento de faculdades cognitivas. A opção metodológica para a realização da pesquisa será a Pesquisa-ação de inspiração hermenêutica-fenomenológica, ou prático-colaborativa, por seu potencial formativo ao procurar compreender e interpretar os fenômenos relacionados ao processo de ensino realizado no trabalho docente, buscando-se para isso sustentação teórica em Martins (1992), Holzer (1992) e Triviños (2009). Na pesquisa-ação, procura-se aproximar sujeito e objeto, assumindo a colaboração como essencial ao processo de intervenção para descobrir os sentidos da realidade. Para compor a base teórica da pesquisa foram realizados estudos sobre o conceito de lugar na geografia e sobre seu ensino, especialmente na vertente humanista, partindo de autores expressivos da área, tais como Straforini (2011),Cavalcanti (2011), Callai (1998), Tuan (1983), Kaercher (2014), Butimen (1982) e Lowenthal (1985), Carlo (1996) e Santos (2001).  Empreendeu-se também um estudo acerca das teorias críticas do currículo, como fundamentação na área educacional, sobretudo em relação àqueles que convergem para o pensamento fenomenológico, destacando-se o pensamento de Martins (1992) e Silva (2003). Outra vertente teórica convergente para o objeto de pesquisa diz respeito aos trabalhos sobre afetividade e cognição por reconhecer sua importância para os estudos envolvendo a aprendizagem de crianças, principalmente as contribuições de Arantes (2003), Oliveira (1992). Portanto, esperamos que a pesquisa constitua uma contribuição importante para a Geografia Escolar nas séries iniciais, especialmente para o entendimento das etapas de alfabetização geográfica dos alunos ao desenvolverem a leiturização do espaço vivido durante o seu processo de formação para a cidadania.

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1671765 - ANDREA LOURDES MONTEIRO SCABELLO
Externo ao Programa - 1168265 - ANTONIO DE PADUA CARVALHO LOPES
Presidente - 2280398 - ARMSTRONG MIRANDA EVANGELISTA
Notícia cadastrada em: 20/05/2014 10:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 02:00